Opinião

12/06/2018

Um dos filhos de Pero Henriques, o Cavaleiro, chamou-se Francisco Vaz, o Amarelo, de alcunha e viveu em Torre de Moncorvo, casado com Maria Vaz, que lhe deu 5 filhos e 3 filhas.

05/06/2018

No início do século XX desenrolaram-se na localidade de Fátima uma série de acontecimentos únicos, com difusão mundial, que transformaram o local num ponto de visita obrigatório, sendo, atualmente, um dos maiores e mais importantes centros de peregrinação mariana do mundo.

05/06/2018

Ainda não foi desta que S.Ex-ª o senhor Presidente da Republica deu oportunidade aos dirigentes da Associação Nacional das Assembleias Municipais, ANAM, para de voz viva e corpo presente apresentarem cumprimentos., como ainda é boa pratica de gente educada, e explicar que razões presidiram à cria

05/06/2018

Agradou-me a forma serena, sóbria, neutra, da notícia da põe este jornal a propósito de uma manifestação de pessoas orgulhosas da sua condição sexual e companheiros de rota, os companheiros de rota é um aparte da minha lavra retirado do jargão político do pós-guerra que os manifestantes não sabem

05/06/2018

Tudo tem um começo e um fim. Sempre ouvi dizer isto. Parece-me de domínio público que nada pode durar para eternamente. Eu uso mais aquele provérbio "não há mal que sempre dure, nem bem que nunca acabe". Apesar das palavras feitas, ajuda a encarar algumas fases da vida.

05/06/2018

Em tempos de liberdade, com o 25 de Abril a ecoar em muitos dos portugueses, sobretudo naqueles que ainda sofreram a amargura dos grilhões da ditadura salazarista, é possível falar de Lutero sem azedume e lembrá-lo, sem receios, em páginas que, alguns mais dados à leitura, aproveitarão para recor

05/06/2018

Pero Henriques Cavaleiro é figura mítica da comunidade cristã-nova de Torre de Moncorvo do século de 500. O sobrenome é honorífico e ganhou-o nas campanhas militares pelo Norte de África. Pertencia, pois, à burguesia cristã-nova enobrecida.

29/05/2018

Um dos filhos de António Henriques, o Fastio, chamou-se Pedro Henriques, o qual casou com Ana Vaz, irmã de Pero Henriques, o Cavaleiro. O casal morava na Rua do Concelho, em Torre de Moncorvo, aquando da visitação do inquisidor Jerónimo de Sousa, em 1583.

29/05/2018

No próximo mês de Julho a Fundação Gulbenkian vai lançar mais uma edição do Programa PARTIS (Práticas Artísticas para a Inclusão Social). Este programa pretende promover e valorizar cidadãos socialmente excluídos ou em estado de vulnerabilidade social, recorrendo a práticas artísticas.

29/05/2018

O Estado Português continua a saque e a economia nacional em roda livre, a mover-se perigosamente sem que o Governo dê aos pedais. A dívida pública que o diga, que não pára de aumentar. Portugal sofre, em surdina, os efeitos duma guerra civil generalizada, subversiva e insidiosa.