Opinião

05/04/2016

Por uma questão de honestidade intelectual, para que ninguém diga que me plagio a mim mesmo, começo por dizer que a ideia que de seguida exponho já a expressei noutro local, com outro propósito.

05/04/2016

Pois já se comeu o folar, já o padre, ou o imberbe seminarista benzeu as casas e agora resta-nos esperar que o tempo melhore para que o sol faça vestir de branco as árvores de fruto que temerosas do frio ainda se acanham de anunciar o verão, a flor e os frutos maduros.

05/04/2016

E se a esperança e a vontade fossem mãe e filha? Não é quando tudo está perdido que é preciso agarrar-se a esta bela virtude que os espíritos mais fortes julgam em desuso e “deslavada”?

29/03/2016

Fracisco Niebro, no seu livro Belheç relata-nos as reflexões de um velho mirandês, há mais de cinquenta

anos, sentado no poial da sua porta de casa, em Sendim. Falava assim o sendinês: “Andan uns tius de baixo

29/03/2016

Disse Malreaux, no século passado, que “politicamente, a unidade da Europa é uma utopia. Seria preciso um inimigo comum para a unidade política da Europa e o único inimigo comum que existe é o Islão”.

29/03/2016

Muito precoce, apenas com quinze anos, frequentando o Colégio Moderno, profere uma conferência no centenário do nascimento de Antero de Quental., subordinado ao tema Antero, poeta e homem de acção, a convite de Álvaro Salema, seu professor de filosofia.

29/03/2016

Os terroristas, para defenderem a sua "ideologia", matam indiscriminadamente e cobardemente na tentativa de destruir os valores ocidentais. Atacam a democracia, a liberdade, a igualdade e a tolerância.
As suas ações não têm explicação nem justificação.

29/03/2016

Este jornal noticiou o temor das pessoas ante o crescendo de assaltos na cidade de Bragança. Cumpriu o seu dever.

22/03/2016

O Congresso Federativo é um momento de encontro e reencontro distrital que serve para a reflexão conjunta de questões locais, distritais e nacionais.  A estratégia de união em torno da Moção Global apresentada ao Congresso pelo Presidente da Federação, Arquiteto Carlos Guerra – Com o PS ganhar o

22/03/2016

Como bom transmontano, de vez em quando, demando a Lisboa em passeio e a visitar familiares.
Em Lisboa vive-se muito bem, em habitações novas, ou recuperadas em velhos edifícios ainda com memórias pombalinas.