Crónicas de ...

PUB.

Ora boas tardes. Parece que o frio chegou em força para esses lados. Essas lareiras já devem chispar: grandes lareiras com boa madeira de carvalho, freixo, tão bom. Bem, talvez não. Ligue-se o aquecimento central. E daí, fiquemo-nos por um aquecedor elétrico ou a gás para aquecer as panturrilhas...

Publicada em: 12/10/2019 - 10:13
Manuel João Pires

Portugal precisa acordar. Parece que tudo está a dormir e as notícias remetem-nos somente para o que se vai ouvindo sobre o caso Operação Marquês e Sócrates. O Ministério Pública acusa, Sócrates nega e Santos Silva não abre a boca com medo de errar e dizer o que não deve e incriminar o amigo,...

Publicada em: 12/03/2019 - 10:49
Luís Ferreira

Volta que não volta o tema da regionalização surge na agenda política mercê da teimosia de alguns autarcas e agentes do poder convencidos de a dita regionalização ser a panaceia capaz de resolver todos os problemas e atrasos existentes nas terras onde exercem funções e/ou cargos de execução de...

Publicada em: 12/03/2019 - 10:38
Armando Fernandes

Caríssimos, a jornada da castanha já vai findada. Parece que foi bom ano, boas notícias para o Nordeste. Um abraço a todos os que dobraram as costas e picaram os dedos nessa labuta que me é familiar. A todos vós que dais o corpo a esta causa e vendeis a castanha a um euro o quilo para chegar aos...

Publicada em: 11/26/2019 - 10:22
Manuel João Pires

A questão bíblica sobejamente conhecida Quo Vadis Domine, Para onde vais Senhor, pode-se aplicar aqui perfeitamente, quando queremos saber para onde quer ir este governo com algumas medidas que pretende implementar. Impõe-se colocar de lado o Domine, já que este senhor do governo, nada tem de...

Publicada em: 11/19/2019 - 10:09
Luís Ferreira

A Senhora Dona Emília, Regente de Posto de Ensino em Lagarelhos, no ano de 1952, no fim do ano lectivo anunciou aos seus alunos das quatro classes aqueles que não propunha a exame. Os arredados da prova não tugiram, nem mugiram. Fui fazer a prova da primeira classe a Vilar de Ossos, a professora...

Publicada em: 11/19/2019 - 10:04
Armando Fernandes

Conversávamos despretenciosamente um com o outro, ele dizendo que nem por isso e eu teimando que seria demasiado. Levantámo-nos e iniciámos uma marcha lenta onde a conversa continuou sobre o mesmo tema. Ele na sua e eu na minha, sem desviarmos a certeza inicial que cada um tinha sobre o tema...

Publicada em: 11/05/2019 - 10:22
Luís Ferreira

Nasci e cresci na aldeia à beira do velho tanque. Parece que ainda ouço a mãe, com o seu ar sereno, dizer como quem beija, de mão em riste, numa ameaça que não convencia ninguém: — Se cais ao tanque mato-te!

As juntas de vacas, os rebanhos, os burros, os cães, vinham ao entardecer saciar...

Publicada em: 11/05/2019 - 10:18
Fernando Calado

No passado dia 1 de Novembro, dia de todos os Santos, logo pela manhã senti agudas saudades das minhas duas terras Natais, da aldeia dos prodígios, Lagarelhos, onde apesar da prematura morte da minha Mãe fui feliz, e de Bragança a cidade do vetusto castelo, do Bairro de Além do rio, os ali...

Publicada em: 11/05/2019 - 10:12
Armando Fernandes

Meus caros, como têm passado? A castanha a aproximar-se, uma época especial para o Nordeste. Força! Aproveito o resultado das eleições para opinar Portugal. Opinar a partir da Ásia. Opinar de fora. Portugal país de opiniões e opinadores sobre tudo e todas as coisas. As nossas figuras, as nossas...

Publicada em: 10/22/2019 - 10:03
Manuel João Pires