Opinião

06/04/2021

A partir de 1637, depois de 2 décadas de relativa acalmia, o Nordeste Trasmontano foi autenticamente varrido pelo vendaval da inquisição de Coimbra, que alvejava uma limpeza completa da heresia judaica, em verdadeiro religiocídio.

30/03/2021

No seu livro “Outras Inquirições”, publicado pela primeira vez em 1952, Jorge Luís Borges, discorre sobre os dois “grandes” feitos de Shi Huang Ti: O começo da construção da Grande Muralha da China e a destruição, pelo fogo, de todos os livros anteriores a ele.

30/03/2021

Há países, grandes e pequenos, com perigosas políticas de armamento a que atribuem somas astronómicas. Portugal insiste em gastar milhões numa perversa política de ermamento, ou de despovoamento, como se preferir.

30/03/2021

De vez em quando vou até à rtp memória espreitar velharias, um impulso saudosista que deverá ser da idade. A série humorística “tudo em família”, do início dos anos setenta, onde se mostram as raízes de muita coisa esquisita que hoje se passa na américa. E no mundo.

30/03/2021

Nestes quadros sociais deparamos com dois factos bem pouco vulgares. Um deles respeita à presença de um inquisidor de Coimbra em Bragança, durante uns 4 meses, concedendo audiências e instruindo processos. Sobre o assunto estamos preparando um trabalho que em breve apresentaremos.

23/03/2021

Ao longo de séculos, o homem sempre procurou duas coisas inatingíveis: a fonte da juventude e a felicidade.

23/03/2021

Em 1963, o eclético Luís Sttau Monteiro escreveu o livro Todos os anos pela Primavera, forte crítica ao regime salazarista, que o estimado Nuno Álvaro Vaz passado algum tempo fez o favor de o retirar do limbo dos reservados vendendo-mo embrulhado em papel anónimo que, segundo o escrito que nele c

23/03/2021

Quando nos aproxima - mos dos pássaros, estes afastam-se. Alguns saltam, outros põem-se a correr, muitos tomam o seu voo. Gostaria de dizer algumas palavras sobre eles, mas com medo de que fujam, falemos baixinho.

23/03/2021

Escrevemos já um texto sobre a ascensão social de António Mendes Madureira, um sapateiro que conseguiu a carta de familiar da inquisição em 18.6.1711. Contudo já muito antes dessa data, ele dirigia levas de prisioneiros a Coimbra.

16/03/2021

Quem cumpriu o serviço militar se lembrará, por certo, de uma arma que mais parecia um tubo de metálico de rega, que lançava uma potentíssima granada capaz de perfurar os mais resistentes obstáculos, ao mesmo tempo que largava, para trás, chamas suficientes para assar o mais gordo peru.