PUB.

Opinião

PUB.
15/04/2016

Há já bastante tempo que nos sobra mês para o dinheiro que temos. Como não consegue esticar, ele acaba-se, quando ainda vem longe o dia 30 e nada se pode fazer para contrariar tal situação.

12/04/2016

O foco do treinador de futsal deve ser o treino, o potenciar de experiências significativas por forma preparação para o jogo.
O treino deve contemplar as diversas dimensões no e do jogar, com base no nosso modelo de jogo, preconizado para aquele grupo de pessoas.

06/04/2016

A corrida está cada vez mais na moda, a cada dia que passa há mais gente a correr e há cada vez mais provas de corrida, quase para todos os gostos.
Então porque corremos?

06/04/2016

A corrida está cada vez mais na moda, a cada dia que passa há mais gente a correr e há cada vez mais provas de corrida, quase para todos os gostos.
Então porque corremos?

05/04/2016

Não sou político nem tão pouco comentador; muito menos versado em relações internacionais.

05/04/2016

Nos últimos anos, o nosso dia-a-dia tem sido pautado pela soma de pais, avós e familiares que, de uma forma muitas vezes forçada, veem partir os seus filhos para fora de Portugal.

05/04/2016

Por uma questão de honestidade intelectual, para que ninguém diga que me plagio a mim mesmo, começo por dizer que a ideia que de seguida exponho já a expressei noutro local, com outro propósito.

05/04/2016

Pois já se comeu o folar, já o padre, ou o imberbe seminarista benzeu as casas e agora resta-nos esperar que o tempo melhore para que o sol faça vestir de branco as árvores de fruto que temerosas do frio ainda se acanham de anunciar o verão, a flor e os frutos maduros.

05/04/2016

E se a esperança e a vontade fossem mãe e filha? Não é quando tudo está perdido que é preciso agarrar-se a esta bela virtude que os espíritos mais fortes julgam em desuso e “deslavada”?

29/03/2016

Fracisco Niebro, no seu livro Belheç relata-nos as reflexões de um velho mirandês, há mais de cinquenta

anos, sentado no poial da sua porta de casa, em Sendim. Falava assim o sendinês: “Andan uns tius de baixo