PUB.

Tio João

Boas festas da Sagrada Ressurreição

Olá familiazinha. Que Jesus tenha ressuscitado nos vossos corações!

Estamos na semana da Páscoa, a caminho da Pascoela. A Páscoa varia entre os dias 23 de Março e 24 de Abril. Recordo que em 2008 a Páscoa foi no dia 23 de Março e em 2016 também foi em Março, no dia 27. Como diz o provérbio popular: “Páscoa em Março, ou fome ou mortaço”. Quando a Páscoa é depois de vinte de Abril, também se diz “Páscoa alta, chumbo na malta”. A verdade é que antes e depois da Páscoa tivemos chuva e nos próximos dias é previsível que as temperaturas mínimas baixem.

Na Feira do Pão de Caçarelhos (Vimioso) - O pão é rei e a gaita já é raínha

Como estão os leitores da nossa página? Nós estamos bem, graças a Deus.

No passado Domingo terminou a Quaresma, que são os quarenta dias que vão da Quarta-Feira de Cinzas ao Domingo de Ramos. Segundo nos recordou a tia Neves, de Nuzedo de Baixo (Vinhais), estas sete semanas têm todas uma nomenclatura: “a primeira e mais pequena chama-se Ana, a segunda é a Bagana, a terceira é a Rabeca, a quarta é a Susana, a quinta é Lázaro, a sexta Ramos e à sétima na Páscoa estamos.”

Celebrações tradicionais da região no caminho para a Páscoa

Olá gentinha boa e amiga!
Inspirado na canção interpretada pela Linda de Suza, hoje começo assim: “Chuva, chuva, chuvinha, vem do céu até à terra. Chuva, chuva, chuvinha, vem cair na nossa serra.” Aí está a rega automática vinda do céu que, por vezes, é rega gota-a-gota.

 

Tia Silvina a ‘ministra dos aniversários’

Olá, como estão os leitores da página do Tio João?

Estamos no quarto mês do ano, Abril. Diziam os antigos nos seus provérbios que “em Abril, águas mil”, “Abril molhado, enche o celeiro e farta o gado”, mas atenção, porque “Inverno de Março e seca de Abril, deixam o lavrador a pedir” e “no princípio ou no fim, costuma Abril ser muito ruim”. Este ano estamos a precisar de água para a terra como de pão para a boca.

Dias mundiais para celebrar a vida

Olá gente boa e amiga.

 

Quem ainda quer ganhar a jeira?

Olá, cá estamos nós novamente, a escrever para a nossa gente.

Um dia para as mulheres de todos os dias da nossa vida

Olá gente boa e amiga! Como estão os leitores da página do Tio João? Nós cá estamos. Como dizem ‘nuestros hermanos’, vamos tirando, um dia de cada vez.

Estamos no mês de Março e como diz o provérbio “em Março crescem os dias um pedaço”, ou ainda “Março marçagão, de manhã Inverno, à tarde Verão”. Ainda foi pouca a água que tem caído do céu para as necessidades da agricultura. As pessoas já andam a estrumar as terras para as preparar para o renovo.

Tradições locais e universais no Carnaval de Coelhoso

Olá gentinha boa e amiga. Já temos mais um Entrudo em cima!

Nos provérbios o nosso povo diz: “Carnaval na eira, Páscoa à lareira”; “farta-te gato que é dia de Entrudo”; “no Entrudo come-se de tudo” e “no Carnaval ninguém leva a mal”.

Nos últimos programas temos falado muito na quinta-feira das comadres e na quinta-feira dos compadres, que varia de terra para terra. Por exemplo, em Seara Velha (Chaves), já não se comemora a quinta-feira das comadres, mas sim a quinta-feira dos compadres, que é antes do Domingo Gordo. Segundo o tio Domingos Castro, este ano juntaram 31 compadres na aldeia, que foram jantar a um restaurante e cada um custeou a sua parte. Já a nossa tia Etelinda Bastos, de Vilar do Conde (Vila Pouca de Aguiar), disse-nos que na sua terra, antes do Domingo Gordo festejam a quinta-feira das comadres. Reunem-se na casa do povo da aldeia e cada uma leva um pedaço de carne de porco. Na maioria das localidades, primeiro celebra-se a quinta-feira das comadres, antes do Domingo Magro, porque estas são mais ‘lampeiras’.

Menino de Bragança é hoje chef ao domicílio

Olá, como estão os leitores da página do Tio João?

Estamos a queimar os últimos cartuchos do mês mais pequerruchinho do ano.

Os dias continuam muito quentes para a época e como diz o ditado popular “o Fevereiro engana as velhas ao soalheiro”. Muita atenção a este sol.

A nível agrícola a nossa gente já começa a arranhar a terra. Desde o dia 24 de Fevereiro, dia de S. Matias, que já começaram as enxertias.

Na última semana festejaram a vida connosco a tia Teresa (79), de Cal de Bois (Alijó); a tia Lurdes (79), de Lebução (Valpaços), que se apresentou à família pela primeira vez no dia do seu aniversário; Amélia (97), de Baçal (Bragança); Adília dos Anjos (98), de Dadim (Chaves); Arnaldo (93), de Deimãos (Valpaços); Cassiano (74), de Carviçais (Moncorvo); Maria da Piedade (59), de Regodeiro (Mirandela); Ana Tender (71), de Barreiros (Valpaços); João (59), de Vilela (Valpaços) e António Fernandes (79), de S. Julião (Bragança). Que vão tendo saúde para poderem continuar a festejar a vida connosco.

Já há algum tempo que o Pedro Gonçalves (‘O Vila’ para os amigos), nos ouve e telefona desde Inglaterra, onde está emigrado e numa dessas conversas fiquei a saber que ele tem uma profissão diferente, que é a de chef ao domicílio, ou seja, vai a casa das pessoas organizar e preparar grandes eventos. Por esta razão a nossa página desta semana lhe é dedicada. Que a vida lhe sorria sempre na nossa companhia. (O texto foi escrito por ele).

Recebemos a visita da “gente grande” no dia Mundial da Rádio

Como vai a gente boa e amiga?

Embora as temperaturas máximas dos últimos dias tenham sido elevadas para esta época, são muitos os tios que nos dizem que continuam a trabalhar nas fábricas de transformação de madeira em cinza. A nível agrícola já se plantam as batatas do cedo, embora alguns digam que, mesmo do cedo, ainda não está na altura. O tio João dos Santos, de Torre de Dona Chama, já as plantou e o tio Zé Carlos Pinto, de Tabuaço, diz que as suas batatas já estão de terra cobertas. O tio Sampaio, de Água Revés (Valpaços), disse-nos que já anda na espoldra (poda da vinhas).