Tio João

Clube dos auriculares: os doutores da limpeza

Olá familiazinha! Somos chegados ao último dia do primeiro mês de 2017, vem aí o mês mais pequerruchinho do ano que, no meio, tem o dia dos namorados e termina com o dia de carnaval.
No passado sábado estivemos em mais uma “presidência aberta” para promovermos um evento que dá vida às nossas terras, desta feita a II Feira Rural da Terra e das Gentes da Lombada, numa manhã muito animada. Além de vários expositores de artesanato e de produtos da terra, exposição de máquinas agrícolas, montarias, passeio pedestre, BTT, concurso de ovinos da Raça Churra Galega Transmontana, cujo o 1.º prémio do conjunto foi para o Alípio, de Sortes e também o concurso de Cão de Gado Transmontano em que o vencedor foi o cão de Adérito Pires, de Freixedelo.
Claro que os maiores representantes actuais das Terras da Lombada, isto é, a Escola dos Gaiteiros e Tocadores da Lombada, garantiram a grande animação da feira.
O nosso programa de rádio começou com a prata da casa, com a tia Fatinha a rezar as orações da manhã, ao vivo em directo e a cores e o nosso Francisco Cubo, que tantas vezes nos anima com as suas melodias, também abrilhantou a nossa manhã.
Agora vou-vos apresentar o “Clube dos Auriculares”.

“Quem morre só nos leva a dianteira”

Olá familiazinha! Estamos a viver um período triste, em que os falecimentos têm sucedido com muita frequência. Exemplo disso é o facto de, segundo nos contou o nosso tio Alcino Silva, na semana passada se terem realizado nove funerais num só dia, no concelho de Vinhais.
Do nosso conhecimento, na semana passada faleceram o tio Justino, de Serapicos (Bragança), um dos pioneiros da Família do Tio João e também o marido da nossa tia Tininha, de Água-Revés (Valpaços), depois de muito tempo acamado. Como dizia o saudoso tio Manuel Sapateiro:
“Está a morrer muita gente que nunca tinha morrido”. E eu ainda posso acrescentar que: “Se não morrermos antes, chegamos aos 100...”
Deixo-vos com um pouco da história de vida do tio Justino e também com dois dos jogos da minha infância.

A família pelo mundo...

Olá familiazinha! Já estamos chegados à segunda quinzena do ano, ainda com cheiro a novo. Estamos em maré de constipações e gripes e, como diz o povo, o remédio é “abafa-te, avinha-te e abifa-te!
É também a época dos ‘santos do fumeiro’ porque, no passado dia 15 de Janeiro, foi o dia de ‘Santo Amaro Buteleiro’. Neste dia é usual em algumas localidades saborear-se o butelo. Antes das grandes feiras do fumeiro que aí vêm, já é possível comprá-lo nas festas de Santo Amaro (15 de Janeiro), Santo Antão (17 de Janeiro), São Sebastião (20 de Janeiro) e São Vicente (22 de Janeiro), fumeiro este que foi oferecido pelos devotos e que vai a arrematação a quem oferecer mais.

 

Os nossos Reis

Olá familiazinha! Decorridos que estão dez dias do ano, recebemos no dia 2 de Janeiro a triste notícia do falecimento do Tio Abelzinho Ferrador, de Valongo dos Azeites (S. João da Pesqueira), que embora ultimamente não nos ouvisse, teve a preocupação de pedir a alguém que nos informasse da sua partida, porque sabia que nós somos a rádio que festeja a vida mas também a que chora a morte. Nesse dia, as orações da manhã foram oferecidas pela sua alma, que em paz descanse e os nossos sentimentos à família enlutada.
Na universidade da vida tivemos dez novas matrículas no que vai de ano, mas diariamente incentivamos a participação de todos aqueles que sabemos que nos ouvem mas que persistem em pertencer ao grupo dos não-falantes, porque ainda há muita gente com talento que tem muito para dar à nossa família.

 

Novo ano com 365 dias para viver

Olá familiazinha, estamos a estrear o novo ano de 2017. Em cada ano que se inicia só temos algumas certezas: que o início do ano é dia 1 de Janeiro, o Carnaval numa terça e o Natal dia 25 de Dezembro entre outras. Mas também é cheio de incógnitas, nunca tendo a certeza de sair e voltar a entrar em nossas casas. Um acidente, um problema grave de saúde nosso ou de familiares pode alterar por completo a nossa vida. Por isso mesmo ao entrar cada ano o maior desejo das pessoas é bom ano cheio de saúde e paz.
 

Mensagens de Eternos Amigos: A eterna amizade conecta corações

A amizade eterna é aquela que muda a nossa vida e deixa o nosso caminho mais florido. Nem sempre os melhores amigos são aqueles que conhecemos na infância, mas quando conhecemos alguém por quem sentimos real afinidade, é sinal de que os nossos corações já se conhecem há muito tempo! Por isso, para viver uma eterna amizade nem mesmo é preciso que as pessoas tenham a mesma idade, ou que sejam da mesma geração.

A família que faz sempre Natal

Olá familiazinha, estamos a caminhar a passos largos para o dia de Natal. Faltam apenas cinco dias.
A nossa família faz Natal todos os dias. Se Natal é reunião de família a nossa está sempre reunida.

O São Nicolau na Suíça

Olá familiazinha! Neste passado domingo tivemos o nosso almoção de Natal da Família do Tio João e, pela décima quarta vez, em Folgozinho, no tio Albertino dos sete pratos, onde estiveram presentes cerca de quatro centenas de pessoas. Fica já a promessa de que para a semana vamos fazer referência a este evento.
Esta semana apresento-vos a nossa tia Irene Hostettler, emigrante na Suíça, que é participante assídua do programa do Tio João e assinante deste jornal, que nos traz a tradição do S. Nicolau na localidade onde vive, que se realiza dia 6 de Dezembro e por isso mesmo, lá o Natal começa mais cedo.

 

“Três ás”, o sapateirinho

Olá familiazinha! Estamos chegados ao último mês do ano, o do Natal!
Hoje, dia 6 de Dezembro, é um dia muito especial para mim, pois é dia do santinho do meu nome, São Nicolau, que, em alguns países, simboliza o pai Natal, sendo este o dia da troca de prendas. Consultando o seringador sabemos que neste mês de Dezembro se deve semear cebola, couves, nabiças, rabanetes, espinafres, agriões.
O que se deve plantar: couves diversas (nomeadamente repolho e couve-flor); alhos e cebolas; macieiras e pereiras.
O que se deve colher ou apanhar: azeitonas, nozes, pinhões, dióspiro, limão, laranja, tangerina, maçãs, pêras, kiwis, romãs.
Outros trabalhos a não esquecer: preparam-se talhões e canteiros para as culturas próprias da época e também para as da próxima Primavera.
A terra tem de ficar bem afogada e sem terrões, incorporando-se nessa altura o estrume, que convém não estar completamente curtido, no caso de se tratar de canteiros destinados às culturas de Primavera.
O nosso tio dos três ás, Alexandre António Aleixo , o fadista de Além-do-Rio, aqui de Bragança, vai apresentar-se aos nossos leitores, ele que é o nosso sapateirinho e também poeta nas horas vagas.

 

O adeus a um amigo

Olá familiazinha. Mais uma semana passada na história da nossa vida. Quero homenagear, nesta página, o nosso saudoso e grande amigo pessoal desde criança e da família do Tio João desde a sua formação, o Tio Dinis Carteiro. Tenho a certeza que nos levou a todos no seu coração. Era um participante nato da família e foi, juntamente com a sua esposa, um dos casais que mais viagens fez connosco. À nossa peregrinação a Fátima só faltou este ano…