Não faltam santos em Santulhão

Ter, 14/08/2018 - 12:26


Olá gente amiga e de bom coração que está a ler a página do Tio João!

Estamos a chegar aos meados de Agosto. Estes são os dias com mais festas e romarias. O 15 de Agosto é o dia com mais festas por metro quadrado no nosso Portugal.

Ao contrário de anos anteriores, em que pelo S. Lourenço se ia à vinha a encher o lenço e até cestos inteiros, este ano fiquei a saber, em conversa com os nossos tios, que ainda não há uvas, devido às condições do tempo e ao míldio. Também nos disseram que não vai haver uvas, mas vinho não vai faltar, porque há quem diga que “nem só de uvas se faz vinho”.

Depois da onda de calor, regressámos à normalidade do mês de Agosto, com noites e madrugadas frescas.

Os nossos tios e tias continuam no ginásio de levantamento de fardos de palha, os famosos pacotes de bolacha baunilha, além de outros trabalhos do campo, como a primeira arrancadela das batatas e a guerra contra o maior exército do mundo, que são as ervas daninhas.

No passado dia 9 conseguimos matar quatro coelhos com uma só cajadada, facto que nunca tinha acontecido no nosso programa, pois ligou-nos o tio Joaquim Amarantino, camionista de linha internacional, que estava a chegar a Madrid, vindo de Barcelona em direcção a Lisboa e através das novas tecnologias nos apresentou mais três camionistas que por intermédio dele também estavam a escutar o nosso programa e entraram todos em directo. Desta maneira, sem sair do camião do tio Joaquim Amarantino, entrámos em três camiões ao mesmo tempo, que foram o do tio Alberto, de Amarante, que estava a chegar a Tarragona, o do tio Pedro, também de Amarante, que estava em Madrid, e o do tio Cláudio, de Felgueiras, que estava em Barcelona. Aproveitámos a oportunidade para os apresentar à família e com eles já temos dezasseis novos membros.

Quem também nos ligou muito contente foi a tia Angelininha, de Dine (Vinhais), pois pela primeira vez tiveram a visita de um médico na aldeia, através da junta de freguesia, que proporcionou 16 consultas e mensalmente vai continuar as visitas. Era bom que mais aldeias pudessem usufruir deste presente.

Quem tem tido muito apoio da nossa família é a tia Maria da Perna Gorda, porque o seu marido está a recuperar em casa de uma operação, mas ainda não consegue falar nem comer pelas suas mãos. A neta do tio Sebastião Eira Velha, da Cernadela (Cortiços – Macedo de Cavaleiros), está há alguns dias na urgência de Bragança, onde já recebeu a visita de alguns membros da família. As melhoras para os dois e que tenhamos boas notícias futuramente.

Quem faleceu, aos 95 anos de idade, foi a mãe da tia Francisca, de Babe (Bragança). Que em paz descanse a sua alma e os sentimentos à família enlutada.

Durante a semana passada festejámos a vida de Amândio Gonçalves (91), de Samil (Bragança); Corina (65), de S. Martinho (Miranda do Douro); Matilde (11), filha do tio José António, de Cabeça Boa (Bragança); Eva (4), filha do Duarte Pastor, de Prado Gatão (Miranda do Douro); Isabel (68), de Paçó de Rio Frio (Bragança); Elsa Fernandes (40), de Caravela (Bragança); Mariana (11), neta do tio Alcino Silva, de Vinhais; Júlia Fidalgo (85), de Carviçais (Torre de Moncorvo); Elisa Rodrigues (61), de Horta da Vilariça (Torre de Moncorvo); Antero (82), de Vilarchão (Alfândega da Fé); Joaquim (63), de Grijó de Parada (Bragança) e Guilhermina Silva (71), de Vinhais. Que para o ano possam voltar a festejar o seu aniversário connosco.

Programa em directo de Santulhão

Depois de no dia 5 estarmos em Macedo do Mato (Bragança) a promover a 5.ª Feira do Azeite e do Pão, no passado sábado, dia 11, foi a vez de irmos até Santulhão (Vimioso) promover as Festas de S. Lázaro, Santa Marta, Santa Maria Madalena, S. Cosme e S. Damião. Estas festas é anualmente organizada pelos habitantes da aldeia que fazem 25 ou 50 anos. Este ano foram 5 os nascidos em 1993 e 26 os nascidos em 1968, que tiveram o privilégio de organizar as festas, que têm como característica mais relevante o jogo da “Vaca dos Quadrados”, em que o campo de futebol é dividido em 529 quadrados iguais e numerados. Solta-se uma vaca que anda à sua vontade pelo campo cercado e onde defeca é o quadrado premiado com o animal. O preço por quadrado são 5 santos.

Durante o nosso directo de Santulhão tivemos a participação muito activa da população e fomos brindados com a música da Banda Filarmónica de Magueija (Lamego) que esteve o fim-de-semana completo na aldeia, porque é tradição a banda de música acompanhar a comissão de festas no sábado de manhã durante o peditório pelas casas e no domingo, além do acompanhamento da missa e procissão, também faz a entrega da festa à nova comissão. Esta banda esteve em directo para o nosso programa, onde tivemos também muitas participações de pessoas da aldeia que nos foram visitar ao alpendre da casa da junta de freguesia, onde estivemos em directo para toda a região. O ponto alto das festas foi a actuação do artista Jorge Ferreira, no domingo à noite.

Quero felicitar as gentes de Santulhão pela sua revista anual “A Santulhana”, que é muito bonita graficamente e aborda temas muito diversos e interessantes. O primeiro número editado foi em 1993 e desde então tem tido uma publicação regular, estando a comemorar este ano as bodas de prata.

Se também querem promover as festas das vossas localidades, nada melhor do que fazerem como a comissão de festas de Santulhão.