PUB.

PSD vence legislativas no distrito de Bragança

ESTA NOTÍCIA É EXCLUSIVA PARA ASSINANTES

 

Se já é Assinante, faça o seu Login

INFORMAÇÃO EXCLUSIVA, SEMPRE ACESSÍVEL

Ter, 08/10/2019 - 15:47


O Partido Socialista ganhou, no domingo, as eleições legislativas de 2019. O partido de António Costa venceu, com 36,65% e os sociais-democratas, liderados por Rui Rio, ficaram-se pelos 27,90% dos votos.

,90% dos votos. À semelhança dos distritos de Vila Real, Viseu, Leiria e Madeira, Bragança contrariou o panorama nacional e o partido laranja ficou em primeiro lugar. Desta forma, o PSD, que no distrito ficou com 40,78% dos votos, mantém dois deputados eleitos, Adão Silva e Isabel Lopes. Já o PS, que recolheu 36,54% dos votos a nível distrital, à semelhança da legislatura anterior, mantém um deputado, Jorge Gomes. Ainda que a distribuição de mandatos seja idêntica à de 2015, há quatro anos a distância entre os dois partidos era maior, sendo que o PSD, que concorria em coligação com o CDS, tinha 49,41% dos votos e o PS situava-se nos 34,06%. Veja- -se que o CDS, que concorreu sozinho, teve, este ano, em Bragança, 4,46% dos votos. Se os partidos voltassem a concorrer coligados somariam agora 45,24%. O Partido Social Democrata teve a maioria dos votos em oito concelhos brigantinos: Bragança, Mirandela, Macedo de Cavaleiros, Vimioso, Miranda do Douro, Mogadouro, Vila Flor e Carrazeda de Ansiães. Já o Partido Socialista venceu nos outros quatro: Vinhais, Alfândega da Fé, Torre de Moncorvo e Freixo de Espada à Cinta. Nas eleições passadas, refira-se que Vinhais tinha dado a vitória à coligação de direita (49,42% dos votos) e tinha deixado em segundo o PS (37,26%). Este ano o cenário mudou: o PS venceu, por quase quatro pontos percentuais, o PSD. Em Torre de Moncorvo os resultados também ditaram outros vencedores. Se em 2015 se deu a vitória ao PSD/CDS (43,95% contra 38,84% do PS) este ano foi o PS o vencedor (39,63% contra 38,44% do PSD). Freixo de Espada à Cinta foi mais um concelho que em 2015 elegia PSD/CDS e este ano preferiu o PS. Nas últimas legislativas o partido de Costa ficou com 41,04% e agora com 44,47%, sendo que o PSD/CDS ficou em 2015 com 43,09% e em 2019 os sociais-democratas tiveram apenas 34,29%. Alfândega da Fé também trocou as intenções de voto mas precisamente ao contrário. Em 2015 deu a vitória aos partidos da direita (44,79%) e agora, com Berta Nunes, que presidiu a câmara da vila, como segunda na lista do PS, a vitória foi dada aos socialistas (43,61%).

Jornalista: 
Ângela Pais/Olga T. Cordeiro/ Carina Alves