Entrevistas

O Município de Bragança tem-se revelado um exemplo no que diz respeito à aposta na área do desporto.
Hernâni Dias, presidente da autarquia, vê no desporto um factor de desenvolvimento das localidades e de dinamização do território.

O chef de cozinha Manuel Bóia, natural de Santulhão, Vimioso, trabalha há três anos no “Bica do Sapato”. O conceituado restaurante foi o local onde realizou o seu estágio de formação, depois de ter frequentado o curso de cozinha na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa.

O maratonista natural de Miranda do Douro cumpriu um sonho antigo, participou nos Jogos Olímpicos. A verdade é que o sonho tornou-se um pesadelo pois o atleta do S.L. Benfica terminou a maratona, no Rio de Janeiro, completamente esgotado e na posição 134.

Maria Manuel tem 13 anos e é uma jovem transmontana apaixonada pela cozinha. Nasceu em Bragança e aos dois anos mudou-se com a família para Alfândega da Fé, considerando-se, por isso, alfandeguense.

A Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza participou no Estudo de Impacto Ambiental da Barragem de Foz Tua e conseguiu até reduzir a cota da barragem mas não conseguiu evitar que o paredão fosse construído.

Depois de 16 anos de sénior, 12 dos quais a vestir a camisola do G.D. Bragança, o avançado Tony decidiu pendurar as chuteiras.
Tony deixa as quatro linhas mas não abandona o futebol nem o GDB. Treinar a equipa de juniores no nacional é o próximo desafio.

O jurista e professor catedrático em Direito Penal, Manuel da Costa Andrade, vai ser o próximo presidente do Tribunal constitucional (TC).

J. Rentes de Carvalho, um dos mais reconhecidos autores portugueses da actualidade, divide os dias entre Estevais, Mogadouro, de onde os pais eram naturais e a Holanda, onde se radicou há 60 anos.

É o segundo treinador mais jovem do Campeonato de Portugal Prio, 30 anos, André David já deixou marca no GDB conduzindo a equipa ao terceiro lugar da fase de subida.  O técnico deverá renovar nos próximos dias e analisa a época que findou de forma positiva.    

 

 

 

Paola Afonso tem 45 anos e vive em Belleville, Paris. Os pais, naturais de Agrochão, no concelho de Vinhais, emigraram para França na década de 60. Com dupla nacionalidade, desde criança que vem a Portugal, pelo menos uma vez por ano.