PUB.

Crónicas de ...

PUB.

Proscritos sem culpa formada, somos prisioneiros em cela própria e apenas temos por companhia a família mais próxima, fruto das contingentações que a todos abalam. Enfim. Seja como for, a situação permite-nos ter mais tempo para olharmos o mundo com outros olhos e informarmo-nos sobre o que nos...

Publicada em: 11/17/2020 - 10:37
Luís Ferreira

Duas palavras de ampla projecção simbólica, religiosa, civilizacional, cultural e, na minha meninice e adolescência, significantes de criminosos que além de na condição de presos a fim de pagarem as suas dívidas à sociedade, não eram pagos por trabalharem nas obras de cunho estatal (p.e. o...

Publicada em: 11/17/2020 - 10:35
Armando Fernandes

Está na hora. Diz-se frequentemente esta frase seja a que propósito for, mas sempre com a ideia de que o tempo marca o momento para se decidir alguma coisa. Pois é tempo de muitas decisões. Há muito que eu disse que seríamos atingidos por uma vaga ainda maior deste exército invisível que nos vai...

Publicada em: 11/03/2020 - 11:40
Luís Ferreira

Ao ver através da janela televisiva as longas e demoradas filas de mulheres e homens do credo benfiquista (também sou crente) a esperarem durante horas a sua vez de votarem em tempos de pandemia, de distanciamento, de máscara sobre a boca e o nariz, recordei-me do Tratado de Paixões da Alma do...

Publicada em: 11/03/2020 - 11:39
Armando Fernandes

Boas tardes, forte gente. Espero que a castanha esteja a pingar do jeito que esperavam e que o esforço para a apanhar seja bem recompensado. A economia trasmontana agradece. Como é natural as pessoas têm-me perguntado como está a situação do vírus aqui pela China. Como sabem deixei de falar...

Publicada em: 11/03/2020 - 11:35
Manuel João Pires

Diria um amigo meu que ainda bem que há ilusões, pois se as não houvesse ficaríamos mais depressa desconsolados, seja lá o que isso possa significar. Sim, já que há vários tipos de desconsolos. Não sei se o facto de podermos ter ilusões seja na realidade um facto positivo, já que quando elas se...

Publicada em: 10/20/2020 - 11:15
Luís Ferreira

A túnica de Nesso é o título de um livro do notável escritor que foi Tomaz Figueiredo o qual considero no restrito naipe de fecundos guardiães e criadores da língua portuguesa a emparceirar com Francisco Manuel de Melo, Manuel Bernardes, António Vieira, Camilo, Eça, Raul Brandão e Vitorino...

Publicada em: 10/20/2020 - 11:14
Armando Fernandes

Boas tardes, boa gente. Que o Outono vos traga saúde, paz e muita castanha. Aqui há tempos foi notícia uma lasciva aventura a três que uns jovens tiveram na carruagem de um comboio da linha da Azambuja ou linha do Norte (de Lisboa). Nao é propriamente uma notícia, é uma decorrência de todo e...

Publicada em: 10/20/2020 - 11:12
Manuel João Pires

A sapiência popular, digna de todo o respeito, diz que no melhor pano cai a nódoa e disso não restam dúvidas, mas também costuma dizer que quem muito fala pouco acerta. Não podemos duvidar desta sabedoria já que ela é demasiado certa e acutilante. Prova disso é o que aconteceu aos Presidentes do...

Publicada em: 10/07/2020 - 10:10
Luís Ferreira

A multidão de comentadores criticou acerbadamente o estilo acídulo e grosseiro do presidente dos Estados Unidos no primeiro debate relativo à campanha eleitoral para as presidenciais nas quais ele é candidato. Têm razão os comentadores em denunciarem o grotesco «cavalheiro de indústria», porém...

Publicada em: 10/07/2020 - 10:09
Armando Fernandes