III Feira Rural da Terra e da Gente da Lombada - As feiras que dão vida às nossas terras

Ter, 30/01/2018 - 12:39


Olá familiazinha!
Estamos chegados ao fim do mês de Janeiro e, como sempre, neste espaço tentámos resumir tudo o que se passa diariamente no programa Bom Dia Tio João da rádio. Claro que há dias em que a alegria vem ‘ao de cima’, proporcionando-nos escutar vários instrumentos musicais e muitas cordas vocais, que embelezam e dão alegria a quem nos ouve. Mas também há aqueles dias em que as pessoas sentem necessidade de desabafar os seus problemas do dia-a-dia, entre eles os de saúde e a perda de entes queridos. Quando em alguma localidade acontecem acidentes tão trágicos, como o da semana passada em Caravela, toda a família vive a tristeza das outras pessoas como se fosse deles próprios.
O casal Norberto Moreira e Rita, de Oleirinhos (Bragança) festejaram, no passado sábado, as suas bodas de ouro. Que continue o pão da boda.
A tia Emerência, do Castedo (Torre de Moncorvo) pôde, na semana passada, dizer alto e em bom som: “— Tenho uma filha que fez 74 anos”… E agora digo eu: Não é para todos, é só para os que lá chegam. Nem todas as mães podem dizer o mesmo.
Além da tia Austelina (74), da Horta da Vilariça (Torre de Moncorvo), também estiveram de parabéns a tia Maria da Conceição (73), de Vilarandelo (Valpaços), o tio Mário (91), de S. Mamede de Ribatua (Alijó) e a tia Maria (54), de Uva (Vimioso).
Que continuem a contar os anos na nossa companhia.
Como estamos a chegar ao fim de Janeiro, brindo-vos com um artigo sobre os santos do fumeiro e também com a III Feira Rural da Terra e da Gente da Lombada.

 

Continuo a minha digressão pelas localidades para a promoção dos seus eventos, como aconteceu no passado sábado, em directo do pavilhão multiusos de S. Julião de Palácios (Bragança), pelo segundo ano consecutivo, na divulgação e promoção desta feira.
Foram muitos os caçadores que estiveram presentes nas duas montarias, realizadas na quinta e no domingo. Na de quinta foram certeiros em 28 javalis e na de domingo cairam 48, o recorde de sempre.
Estas iniciativas mobilizam muita gente. Além dos caçadores há também os caminheiros que participaram no passeio pedestre, assim como os produtores de ovinos da Raça Churra Galega Bragançana que foram ao concurso mostrar os seus exemplares e também os criadores de Cão de Gado Transmontano. Este ano, para atrair ainda mais gente, realizou-se o I trail Terras da Lombada, com cerca de 100 participantes, assim como o Passeio de BTT.
As pessoas da freguesia aproveitam este evento para exporem o que de melhor se produz na Lombada, a nível de produtos agrícolas e de artesanato. De referir também que a capacidade de dormidas em turismo rural e restauração na localidade e arredores ficou completamente esgotada, com cada vez mais gente a visitar a feira de ano para ano. Esperamos voltar a estar presentes na IV edição desta feira rural.