Notícias Região

Francisco Pinheiro é brigantino e director de produção, na área da metalomecânica, numa empresa da cidade. O candidato, que nasceu e cresceu em Bragança, esteve fora da cidade 10 anos, por motivos profissionais, regressou à terra natal e quer marcar um ponto de viragem na gestão do concelho. Decidiu avançar na corrida à câmara da capital de distrito porque considera “preocupante a forma como a cidade tem sido gerida.”
Alguns municípios do distrito de Bragança foram contemplados com o Acelerador de Investimento Municipal. Bragança, Mirandela, Vimioso, Torre de Moncorvo e Mogadouro vão ter uma majoração de 10 por cento do total de projectos candidatados ao PARU – Plano de Acção de Regeneração Urbana.
Freixo de Espada à Cinta juntou à mesma mesa o vinho e o bacalhau este fim-de-semana. Como acontece há 3 anos, as jornadas gastronómicas do bacalhau levaram a Freixo muitos visitantes, que este ano tiveram mais um atractivo: a Feira Ibérica de Vinhos. O objectivo foi divulgar sabores, quintas, adegas e produtores de Freixo de Espada à Cinta e também Salamanca e Zamora. “Enquanto território inserido na região demarcado do Douro e considerando a excelência dos vinhos que se produzem em Freixo era imperioso organizar um evento que promovesse o sector vitivinícola”, salientou a presidente do Município de Freixo, Maria do Céu Quintas.
Uma viagem no tempo até ao ano de 1325, ano em que D. Afonso IV sucede a D. Dinis, para um reinado de 32 anos
O presidente da câmara de Vimioso, Jorge Fidalgo, lamenta que o projecto de requalificação dos postos territoriais da GNR daquele concelho não tenha ainda recebido luz verde para avançar.
Fica em pleno centro histórico da capital de distrito e foi distinguido como um dos 10 melhores do país
Terminou mais uma edição das Festas da cidade em Honra de Nossa Senhora da Amparo, padroeira de Mirandela. Ao longo de duas semanas, a cidade decorada a preceito com iluminação convidou os mirandelenses e recebeu milhares de visitantes que desfrutaram de um clima de festa e alegria que caracteriza a capital da terra quente transmontana.
Aos 80 anos, António Sá Ferreirinha, concretizou o sonho de saltar de pára-quedas. A experiência aconteceu no Festival Aéreo de Bragança “Careto Air Show”, no sábado, quando a organização proporcionou ao octogenário, a aventura de saltar a 10 mil pés de altitude, o equivalente a três mil metros.
Certame foi ainda altura para inaugurar requalificação de caminho até Frieira