PUB.

Programa Nacional para a Tuberculose

PUB.

O Dia Mundial da Tuberculose assinala-se a 24 de março. No Olho Clínico desta semana fique a saber o que é a doença, como se transmite, em que consiste o tratamento e como se pode prevenir o contágio.
O que é a Tuberculose?
A tuberculose é uma doença curável, causada pelo Mycobacterium tuberculosis. Geralmente, a doença atinge os pulmões (tuberculose pulmonar), mas poderá atingir qualquer outro órgão (tuberculose extra-pulmonar).
Como se transmite?
A transmissão faz-se por via inalatória. Um doente com tuberculose das vias aéreas emite bacilos para o ar quando tosse, espirra, fala ou canta. A tuberculose não se transmite através de artigos domésticos, tais como louças, talheres ou telefones.
Quando exposto em ambiente fechado, a um doente com tuberculose das vias respiratórias, os seus contactos vão inalar os bacilos que se encontram no ar.
Nem toda a gente exposta fica infetada e nem toda a gente infetada fica doente.
Após inalação dos bacilos da tuberculose, os contactos podem ficar infetados (infeção latente). Nesta situação o indivíduo está saudável, não tendo qualquer sintoma nem sendo contagioso.
Cerca de 10 por cento das pessoas com infeção latente irão desenvolver tuberculose doença no decorrer das suas vidas, sendo esse risco maior nos primeiros anos após a infeção.
O risco de desenvolvimento de tuberculose doença, face a infeção, é maior nos indivíduos em situação de imunossupressão.
O que são contactos próximos?
Para o contágio é necessário um tempo considerado relevante de exposição, em ambiente fechado. O doente com tuberculose das vias aéreas, é contagioso cerca de 1 a 3 meses antes de iniciar os sintomas ou antes do diagnóstico (possível de determinar de acordo com as características da doença – extensão, grau de contagiosidade e tipo de sintomas).
Ainda com base nas características do caso doente, são definidas as horas de exposição necessárias para que ocorra infeção – 8/40 horas cumulativas no período de contagiosidade. Este tempo é mais reduzido caso a pessoa exposta tenha algum grau de imunossupressão – infeção por vírus de imunodeficiência humana, medicação imunossupressora (quimioterapia, medicação biológica, por exemplo).
Em que consiste o tratamento?
O tratamento da tuberculose doença associa em regra 4 a 5 fármacos dependendo se é um primeiro tratamento ou retratamento – e se for uma tuberculose susceptível a todos os fármacos – tomados diariamente, em regime de toma observada diretamente (TOD).
Posso prevenir a doença?
Sim. Perante uma exposição a doente com tuberculose, faz-se o rastreio. O rastreio vai excluir doença ou infeção. Se o indivíduo estiver doente, deverá fazer o tratamento da doença -explicado anteriormente.
Se estiver infetado, sem doença, deverá fazer medicação preventiva com 1 ou 2 fármacos (dependendo das características da doença e da pessoa exposta) durante 3, 6 ou 9 meses (de acordo com o regime preventivo efetuado), que reduz significativamente o risco de desenvolver doença.
Como posso evitar o contágio?
O doente com tuberculose deve evitar lugares públicos. Se no entanto isso for impossível, deverá usar máscara. O doente com tuberculose das vias aéreas deixa, regra geral, de ser contagioso nas primeiras semanas após o início da medicação.
A certeza da cessação do risco de transmissão só é conseguida através da repetição dos exames da análise de expetoração. O doente deixa de ser contagioso quando as análises de expetoração vierem negativas.