Concurso europeu distingue projecto de valorização da oliveira integrado pelo IPB

Qua, 17/02/2021 - 10:29


Um dos objectivos do “Olive4All” é sensibilizar a comunidade para a importância da oliveira, valorizando o património.

O Instituto Politécnico de Bragança (IPB) integra um projecto de valorização da oliveira que foi o vencedor do concurso europeu “Património Cultural, Identidades e Perspetivas: Responder às Sociedades em Mudança”. O projecto “Olive4All – Património da Oliveira para o Desenvolvimento Sustentável: Sensibilização da Comunidade para o Património Vivo” foi o primeiro classificado, entre 67 projectos concorrentes, num concurso em que apenas seis ideias foram aprovadas para financiamento. A equipa portuguesa do consórcio, que está a desenvolver o projecto, é constituída por investigadores do Centro de Investigação, Desenvolvimento e Inovação em Turismo (CITUR), afectos a quatro instituições, entre elas o IPB, através da Escola Superior de Comunicação Administração e Turismo. Segundo Aida Carvalho, docente e investigadora, que representa o Politécnico de Bragança no “Olive4All, a distinção foi conseguida porque é um projecto que muito diz a todos os envolvidos e por isso “foi bem construído”. “Depois de reflectirmos sobre um elemento transversal a todos os investigadores, decidimos que a oliveira e o seu património, enquanto elemento de identidade territorial, seria uma oportunidade única. É um resultado que muito nos orgulha”, esclareceu a docente. Além do CITUR, o projeto está a ser desenvolvido por um consórcio que integra a Universidade de Avignon, na França, e a Universidade de Salónica, na Grécia. O objectivo é estudar e promover o património olivícola, que se entende estar “pouco valorizado” na região euro-mediterrânica. “Vamos realizar estudos e promover iniciativas de valorização do património olivícola. Trabalharemos sempre a oliveira enquanto elemento de valor social, cultural e económico deste território”, esclareceu Aida Carvalho, que adiantou que o IPB e a equipa portuguesa se debruçará na questão da oliveira enquanto elemento de turismo sustentável. “Queremos trabalhar com um conjunto de pessoas que estão envolvidas no processo e tentar sensibilizá-las para a importância da oliveira no território. Se as pessoas se orgulharem deste elemento irão valorizá-lo muito mais”, frisou ainda a investigadora. Com esta distinção, as três instituições vão receber um financiamento global de 550 mil euros. Além do IPB, a equipa portuguesa do consórcio é composta por docentes e investigadores da Universidade da Madeira e dos institutos politécnicos de Leiria e de Beja. A rede nacional de apoio do projecto integra o Turismo do Porto e Norte de Portugal, o Turismo do Alentejo, o Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo e a Madeira Wine Company

Jornalista: 
Carina Alves