Carreira de tiro em Macedo volta a estar activa quase quatro anos depois

Ter, 01/06/2021 - 12:24


A carreira de tiro, em Castelãos, Macedo de Cavaleiros, volta a estar apta para receber militares depois de quase quatro anos inactiva.

Um incêndio em Setembro de 2017 fez arder praticamente toda a estrutura e as autoridades foram obrigadas a realizarem treinos em Vila Real, já que esta é a única carreira de tiro no distrito de Bragança. Segundo o presidente da autarquia de Macedo de Cavaleiros, a demora para a prontidão do edifício esteve relacionada com o atraso de processos burocráticos. “São projectos que são analisados, têm que voltar a ser analisados e, por vezes, não cumprem estritamente as necessidades deste tipo de infra- -estrutura. Têm que ser analistas não só do município, mas também do ministério e são processos muito morosos”, explicou Benjamim Rodrigues. Ao que parece a obra já está pronta há mais de meio ano, mas não correspondia às exigências pedidas no âmbito da segurança, o que também fez atrasar a sua conclusão. “Tivemos umas falhas nas estruturas, nos isolamentos, e tivemos que voltar à carga com o empreiteiro para rever essas falhas”, acrescentou o autarca. A empreitada foi financiada na totalidade pelo Ministério da Administração Interna, em cerca de 98 300 mil euros. A carreira de tiro foi criada em 2009 e já não oferecia condições de segurança e, por isso, para Benjamim Rodrigues o incêndio foi até “oportuno”, no sentido em que permitiu refazer toda a estrutura e torná-la mais segura. A cerimónia de inauguração aconteceu na passada sexta-feira dia 28, onde esteve presente o ministro Eduardo Cabrita, que não prestou quaisquer declarações aos jornalistas. Ainda assim, Benjamim Rodrigues aproveitou a presença do ministro para pedir que fosse criada uma nova Base de Apoio Logístico (BAL) para receber os bombeiros deslocalizados que vêm servir todo o distrito no combate a incêndios e outras ocorrências, já que ficam instalados no Clube Académico de Macedo. Em resposta soube que brevemente serão abertos avisos para o município se candidatar e para que uma nova estrutura da BAL possa vir a tornar-se realidade.

Jornalista: 
Ângela Pais