PUB.

Associação de Mirandela lança projecto de literacia em saúde mental que vai percorrer o distrito

PUB.

Qua, 21/07/2021 - 16:41


A Matiz, criada em 2017, tem no terreno, até 2022, o “Fora da Caixa: (Re)pensar a Saúde Mental”

Com o objectivo de promover, na comunidade, o aumento de conhecimentos e competências em matérias de saúde mental, a Matiz – Associação para a Promoção da Saúde Mental, uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), com sede em Mirandela, tem no terreno um projecto de caractér regional, que vai percorrer os 12 concelhos do distrito, quebrando estigmas e ajudando a ajudar. Segundo explicou, na apresentação do projecto, na sexta-feira da semana passada, a fundadora da Matiz e dirigente do “Fora da Caixa: (Re)pensar a Saúde Mental”, a iniciativa impõe-se porque é preciso cada vez mais falar destas matérias sem preconceito. “Os problemas na área da saúde mental têm sido falados, com outra notoriedade e, por isso, é necessário promover, junto da população, mais informação”, assinalou Sara Araújo, vincando que também é urgente quebrar tabus, já que “o estigma, relativamente aos problemas da saúde mental, é dos principais obstáculos à possibilidade de as pessoas pedirem ajuda e até ajudar alguém que precise”. Lembrando que “nunca temos uma saúde mental igual ao longo da vida” e que “há momentos em que precisamos de ajuda”, Sara Araújo esclareceu que a Matiz, com este projecto, que é co-financiado pela Direcção Geral da Saúde, quer ajudar a que quem sofre ou vê alguém sofrer lide com o sucedido “de uma forma normalizada e desprovida de preconceitos”. Assim, o “Fora da Caixa: (Re)pensar a Saúde Mental” vai promover 12 acções de sensibilização, dirigidas à população em geral. Os que se quiserem juntar irão ouvir falar, dentro da área, do que é o bem-estar e o mal-estar, das perturbações mais comuns, dos sinais e sintomas de alerta, dos mitos e crenças, do combate ao estigma, de como obter e prestar ajuda e quais as respostas e recursos disponíveis no território. Além disso, conforme explicou ainda Sara Araújo, também serão promovidas três acções de capacitação de técnicos das redes sociais do tecido regional, que tenham interfaces de actuação na área. Estas acções d eformação hão-de decorrer em Bragança, Mirandela e Carrazeda de Ansiães. O projecto está na rua desde Março e prevê-se que termine em Outubro de 2022. Na sessão de apresentação, que decorreu no Museu Armindo Teixeira Lopes, esteve também Vera Preto, vereadora da câmara de Mirandela, cujo um dos pelouros a que está entregue é o da saúde. Destacando que, no que toca à saúde mental, a proximidade com as comunidades “é fundamental”, assinalou que o município tem apoiado os vários projectos que vão surgindo, com vista a ajudar os mirandelenses nesta matéria. Conforme vincou a vereadora, a câmara, além do recém projecto da Matiz, apoia também o “Café Memória”, dedicado às pessoas que sofrem de demência e aos cuidadores. Além disso, a câmara de Mirandela lançou, recentemente, a “Mais Saber, Mais Saúde”, uma viatura, que corre o concelho e que tem como objetivo encaminhar as pessoas para os cuidados de saúde que existem naquela região e no distrito. “Já identificámos várias situações e o encaminhamento certo é fundamental para que haja uma resposta eficaz aos problemas”, terminou Vera Preto, em jeito de balanço sobre os programas aos quais têm vindo a dar a mão.

Jornalista: 
Carina Alves