Entrevistas

PUB.

Ricardo Vilela está na Volta a Espanha em bicicleta. Antes, o ciclista brigantino passou pela redacção do Nordeste para falar daquela que é considerada uma das três melhores provas de ciclismo do mundo.

Fátima Bento, de 35 anos, natural de Macedo de Cavaleiros, é a primeira candidata da CDU pelo distrito de Bragança. Licenciada em Arqueologia e mestre em Gestão das Organizações, foi coordenadora do Museu Municipal de Arqueologia de Macedo de Cavaleiros.

O basquetebolista, natural de Bragança, joga no escalão maior do basquetebol nacional, na Liga Placard. Depois de duas temporadas no Terceira Basket, o poste, de 23 anos, muda-se para o Lusitânia do Açores.

Eduardo Sousa Veiga é natural de Mirandela e joga na 1ª Divisão de Futsal em Espanha. Depois de duas temporadas no Osasuna Magna, o guarda-redes mudou-se para o Viña Valdepeñas e quer afirmar-se. Chegar à Selecção Nacional é o seu objectivo.

 

Chegou ao fim a carreira de Ximena. Depois de 25 anos a defender a baliza do Grupo Desportivo de Bragança, o capitão decidiu pendurar as luvas. Em entrevista exclusiva ao Nordeste falou de forma emocionada de quem passou pelo seu percurso no futebol.

 

O Clube Atlético de Macedo de Cavaleiros já começou a arrumar a casa e vai contar com o melhor marcador do último distrital. João Saraiva, director desportivo dos macedenses, aponta para um lugar superior ao sétimo alcançado na temporada passada.

Já está em marcha a preparação da nova temporada. Os Pioneiros vão competir no Campeonato Nacional da 2ª divisão e o plantel vai ganhar reforços. Ari e Riquinho regressam à turma violeta. Sobre a última época o técnico, Ricardo Pires, faz um balanço bastante positivo.

Mário Freitas vai para a sétima época na AD Fundão e tem-se revelado um dos esteios da equipa beirã. As boas exibições têm enchido o olho ao seleccionador nacional e o objectivo do jogador, natural de Mogadouro, é ir ao Mundial de Futsal 2020.

Carlos Silva terminou a ligação ao Grupo Desportivo de Bragança (GDB), depois de ter recolocado os canarinhos no nacional. O treinador venceu o campeonato e a taça distrital, faltando apenas a Taça Transmontana, perdida para o SC Vila Real. Convidado a renovar optou por não continuar.

Terminada a época 2018/2019 o presidente da Escola Arnaldo Pereira considera importante repensar os modelos competitivos dos campeonatos. Carlos Santos realçou o trabalho de todos os atletas, sobretudo dos iniciados e infantis.