PUB.

Não faltámos à Feira dos Gorazes

PUB.

Ter, 15/10/2019 - 10:28


Olá gente boa e amiga.

Na semana passada o Verão ainda deu um ar da sua graça, pois tivemos temperaturas máximas de 33 graus em Mirandela.

Desde segunda-feira parece que o Outono já começou a trabalhar, com as primeiras gotinhas e nos próximos dias temos previstas temperaturas de 5º, na mínima e 17º na máxima.

A nossa gente já fechou a porta às vindimas, o vinho já ferve nas pipas, para depois ferver nas tripas, como em jeito de brincadeira nos têm contado alguns tios. Hoje em dia já são poucos os que fazem a água-ardente em casa, porque grande parte das pessoas não têm alambiques. Eu tenho saudades do tempo em que fazia água-ardente com o meu saudoso sogro. Gostava dessa actividade agrícola, porque eram dois dias intensivos, em que fazíamos quatro ou cinco potadas, de cerca de 5 horas cada uma. Ainda me estou a ver dentro do pio a carregar de bagaço as banheiras para encher o alambique. A tarefa mais difícil era a mudança e limpeza do pote, mas a nível gastronómico, o que ainda me está a saber bem eram as famosas batatas assadas no borralho, que depois de assadas eram abertas ao meio e pingadas com unto, sal e malagueta, manjar que nunca mais saboreei.

No nosso dia-a-dia do mundo da rádio os artistas do povo têm “esferrunchado” muito e, para espanto nosso, o tio Ismael, de Vilar Seco (Vimioso), tocou realejo e acordeão ao mesmo tempo, pela primeira vez. Também temos que ressaltar que cada vez há mais camionistas a ouvir-nos em todo o mundo e alguns ganham coragem para se apresentar à família. Neste mês já vamos com 15 novas apresentações.

A castanha começa a cair e a gente toca a apanhá-la, o célebre “lombo de gato”, desporto da região nesta época.

Mais um casal da família chegou à etapa das Bodas de Ouro Matrimoniais, o tio Manuel e a tia Carolina Teixeira, de Montesinho (Bragança), que agora fazem parte das centenas de casais que já atingiram essa marca.

Na última semana estiveram de parabéns a Luzia (43), de Pinhal do Norte (Carrazeda de Ansiães); Fernando Pimentel (70), de Rebordelo (Vinhais); Diogo Medeiros (26), de Nuzedo de Baixo; Luís Miguel (20), de Bragança; Tiago Jorge (31), de Canavezes (Valpaços); Irene Cubo (72), de Caravela (Bragança); Ermesinda Delgado (65), de Vila Meã (Bragança); Guilherme (66), de Grijó (Bragança); Marco Machado (40), de Parada (Bragança); Humberto Carlos (39), de Penas Róias (Mogadouro) e Cacilda (77), de Valpaço (Vinhais). A todos muitas felicidades e que continuem a festejar o aniversário connosco.

Agora vamos aos Gorazes, a Mogadouro.

 

Desde que sou Tio João que vou à feira dos Gorazes, a Mogadouro. Nos primeiros anos a feira era realizada nos dias 15 e 16. O primeiro dia era a feira dos burros, que se estendia pelo centro da vila de Mogadouro. Tínhamos a tradição de ir para casa do tio Pimentel, saborear a célebre marrã (carne entremeada de porco). Sempre me fez muita confusão o nome desta feira. Mais tarde vim a saber que era nesta feira que se pagava o imposto da carne de porco e eram os Gorazes que anunciavam a altura certa para que começasse a época das matanças. Também era por esta altura que se preparavam os campos para receberem as sementeiras.

Actualmente os Gorazes são uma feira das actividades económicas do nordeste transmontano, realizando-se este ano durante cinco dias e para isso já há alguns anos que conta com um pavilhão multiusos. Este ano também se realizou em simultâneo a XXII Feira de Artesanato e Turismo e, pelo terceiro ano consecutivo, o programa Bom Dia Tio João foi transmitido em directo deste certame, no sábado, dia 12 de Outubro. Quem abriu o programa com a orações da manhã foi a prima Helena, o primeiro elemento da família, que me ajudou a fazer o programa até às 10 horas da manhã. Também contámos com a presença do tio Azevedo, de Penas Róias (Mogadouro) e do tio Domingos Ferreira, de Genísio (Miranda do Douro), que não quiseram deixar passar em claro o facto de estarmos em directo da Feira dos Gorazes. Foi um programa repleto de participações dos artistas do povo, que animaram a nossa manhã.

O presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Mogadouro, Carlos Paulo, esteve à conversa connosco para nos falar um pouco mais deste evento, deixando no ar o convite para que no próximo ano voltemos a estar presentes.