PUB.

Vendavais - Só coisas más acontecem

PUB.

Portugal precisa acordar. Parece que tudo está a dormir e as notícias remetem-nos somente para o que se vai ouvindo sobre o caso Operação Marquês e Sócrates. O Ministério Pública acusa, Sócrates nega e Santos Silva não abre a boca com medo de errar e dizer o que não deve e incriminar o amigo, mas os 10% parece que recebeu! Ninguém é culpado e as culpas nunca ninguém as quis e não será agora que alguém as vai querer.

A par, temos vindo a assistir ao que se passa entre Joacine e o Livre. Estão em rota de colisão. Ela quer ser forte e manter-se como tal e não quer ter direito a receber recados da Direção do Partido. Parece-me que é uma franco-atiradora que está a falhar o alvo. Ainda por cima ela mesma afirma que é o desconforto para o partido. O seu, claro. Não se augura bom futuro para a deputada neófita.

Para agravar as notícias que nos chegam diariamente, parece que a emigração médica tem vindo a aumentar. Ministra quer explicações da Ordem. Para quê? Então ela não sabe? Com o serviço que temos nos hospitais e não só, não admira que eles se vão embora para onde os considerem como verdadeiros profissionais. A verdade é que há falta de médicos e mesmo assim, não são contratados mais e por isso é óbvio que ficar por cá à espera de migalhas, não dá alento a ninguém. No entanto, o governo continua a dizer que tudo está bem e controlado. Não sei o que se entende por “estar bem e controlado”, mas enfim. É o que temos.

E afinal, Aveiro não estaria bem com o que tem e com o que sempre foi? Uma cidade maravilhosa, bonita, boa gastronomia, à beira mar, com uma Ria de referência e uma Universidade conceituada, precisava de ter uma célula Jihadista com ligações ao Daesh? Francamente! Só nos faltava mais esta! Aveiro não merecia que isto acontecesse. Será que em Portugal há assim jovens com demasiado tempo livre para se dedicarem a estas actividades terroristas? Não seria melhor começarem a jogar ao pião ou à bilharda? Sempre seria mais saudável e menos perigoso. Portugal não precisa disto.

E por falar em terrorismo, como se explica que um terrorista já condenado, seja libertado e volte a atacar à facada em Londres e mate dois adolescentes? E de igual modo, outro em Haia que ataca também à facada quem lhe apareceu pela frente? Porquê? Não sei se se consegue explicar estas mentes destorcidas e o seu modo de funcionamento, sabendo que, no final vão ser liquidados e tudo acaba para eles. Será que acreditam que no outro mundo têm lá as tais sete virgens à sua disposição? Também morrer por isso, não será muito lisonjeiro e animador. Nada justifica estas atuações. Com virgens ou sem elas. Enfim!

Mas as coisas más e estúpidas não param de acontecer um pouco por todo o lado. À frente de alguns países estão governantes que mais parecem terroristas que os verdadeiros que vão sendo conhecidos. É o caso do indivíduo que governa a Coreia do Norte. Não tem qualificação plausível que o classifique como governante, até porque não se comporta como tal. O que leva este indivíduo a insultar o Primeiro Ministro japonês, dizendo que é o homem mais estúpido que a História já conheceu? Possivelmente enganou-se e queria referir-se a si próprio. Certamente.

E o que dizer do governante da Venezuela? Menos mau que o coreano, mas igualmente medíocre. É preciso ter atenção à América do Sul. Muitas coisas acontecem por lá e não são nada boas. Muita corrupção, muita miséria, muitas revoltas, muitas exigências, muitas demissões, demasiadas espectativas.

Talvez por todas estas anomalias, também a elas se junta o governante do Brasil. Bolsonaro é outro medíocre que vai dizendo o que lhe apetece, ao sabor da corrente dos acontecimentos e ninguém lhe vai à mão. Há pouco tempo chegou a acusar DiCaprio de mandar incendiar a Amazónia. Isto é normal? Definitivamente, não é. Para não parecer tão mal, até acrescentou que as “queimadas” não vão acabar porque é uma questão cultural. Cultural? Afinal foi uma “questão cultural” que incendiou a Amazónia, ou foi o DiCaprio? Está confuso. Paciência!

Pois parece realmente que só coisas más andam a ser notícia. Não é só Portugal, mas também outros países dão uma achega a todo este emaranhado de acontecimentos que nos fazem reflectir, ou talvez não, sobre o que pelo mundo vai surgindo.

De bom, pouco acontece. Como não é notícia vendável, não se conhece, não é referenciada e não interessa para nada. É urgente descobrir o que de bom ainda acontece para se poder noticiar. Só se fala do que nos deprime e nos assusta. Basta já andarem todos a dizer que o Planeta precisa de ser salvo, porque se não, qualquer dia morremos todos e ninguém se salva. O que está mal é o homem, segundo parece. Chega! Sim, chega, mas não é o do André. É mesmo chega.

Como diria um amigo meu, “Valha-nos Jesus”. Sim, esse ainda é um herói… no Brasil!

Luís Ferreira