ULS Nordeste distinguida pela Gulbenkian por redução notável de infeções hospitalares

A Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste foi uma das 12 instituições de saúde a nível nacional distinguidas, no passado dia 07 de maio, pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do projeto “Stop Infeção Hospitalar!”, que contribuiu para a redução global em mais de 50% das infeções hospitalares em três anos.

Os resultados positivos alcançados no âmbito deste projeto, um desafio lançado pela Fundação Calouste Gulbenkian em 2015, foram apresentados em Lisboa, num evento que reuniu todos os parceiros e que contou com a presença, na sessão de encerramento, do Presidente da República e do Ministro da Saúde.

A ULS Nordeste esteve representada nesta cerimónia pelo presidente do Conselho de Administração, Dr. Carlos Vaz, pela Diretora Clínica para os Cuidados de Saúde Hospitalares, Dr.ª Eugénia Madureira, pela Equipa de Liderança do projeto “Stop Infeção Hospitalar!”, Dr.ª Cristina Nunes, Enf.ª Irene Barros, Enf.ª Sandra Linhares, e por alguns dos elementos dinamizadores que integram o projeto na instituição.

 

Excelentes resultados nacionais

 

No evento foram apresentados os resultados globais finais das 12 instituições que integram este projeto, nos diversos fluxos de trabalho avaliados ao longo dos três anos de implementação do “Stop Infeção Hospitalar!”. Sendo que a ULS Nordeste registou taxas de redução de infeção superiores à média do conjunto dos 12 centros que integram o projeto e com valores de infeção atuais abaixo da média do conjunto dos 12 centros, em 4 das 5 tipologias de infeção.

Na densidade de incidência por 1.000 dias de cateter na infeção da corrente sanguínea relacionada com cateter venoso central, a redução global foi de 56%, enquanto na ULS Nordeste foi de 90%. Na densidade de incidência por 1.000 dias de cateter na infeção do trato urinário associada a cateter urinário, a redução a nível nacional foi de 51%, ao passo que na ULS Nordeste foi de 71%. Na densidade de incidência por 1.000 dias de intubação na pneumonia associada à intubação, a redução global foi de 51% e na ULS Nordeste foi de 93%. Nas taxas de Infeção do Local Cirúrgico, nas cirurgias ortopédicas de prótese da anca e joelho, a redução a nível nacional foi de 55%, enquanto na ULS Nordeste foi de 74%. Na cirurgia da vesícula, a taxa de redução global foi de 52%, tendo a ULS Nordeste registado uma diminuição de 50%. Na cirurgia colo-retal não se verificou melhoria no conjunto das 12 instituições, mas a ULS Nordeste obteve uma redução de 74%, sendo o centro com menor taxa de infeção  dos 12 centros e menor que a média nacional

A coordenadora do projeto “Stop Infeção Hospitalar!” na ULS Nordeste, Dr.ª Cristina Nunes, salientou o empenho dos profissionais como determinante para estes excelentes resultados e sublinhou a necessidade de reforçar igualmente o envolvimento dos doentes e da família em todo o processo.

 

Projeto ampliado

 

Este projeto já foi alvo de ampliação na ULS Nordeste, abrangendo oito serviços de internamento. No entanto, a equipa está já a trabalhar para englobar, até ao final de 2019, todos os serviços da área dos Cuidados de Saúde Hospitalares e também os Cuidados de Saúde Primários.

De realçar ainda que a ULS Nordeste foi a primeira entre as 12 instituições envolvidas no “STOP Infeção Hospitalar!” a nível nacional a atingir os 50% na redução da incidência das infeções hospitalares, após um ano e meio da implementação do projeto, através da utilização do Modelo de Melhoria e Metodologia do Institute for Healthcare Improvement, quando o objetivo inicial era alcançar essa redução em três anos.

O Presidente do Conselho de Administração da ULS Nordeste, Dr. Carlos Vaz, enalteceu de igual modo o empenho dos profissionais envolvidos neste projeto, decisivo para a melhoria contínua dos cuidados de saúde prestados aos doentes e garantiu o seu total apoio à continuidade do mesmo.

 

ULS Nordeste em projeto de melhoria

da segurança do doente no Brasil

A ULS do Nordeste foi selecionada pelo Institute For Healthcare Improvement (IHI), no âmbito da parceria “STOP Infeção Hospitalar!”, para participar no projeto “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil”, através do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Serviço Único de Saúde - SUS (PROADI-SUS).

Em três anos, o projeto tem por objetivo reduzir em 50% as infeções relacionadas a cuidados de saúde em UCI – Unidades de Cuidados Intensivos.

O projeto faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), em parceria com o IHI, e conta com a colaboração do Ministério da Saúde/ Proadi-SUS e com o apoio de Hospitais de Excelência.

Nesse âmbito, a Dr.ª Cristina Nunes, médica Coordenadora Local do GCL-PPCIRA e líder local do desafio Gulbenkian “STOP Infeção Hospitalar!” da ULS Nordeste esteve em São Paulo, nos dias 23 e 24 de abril, para participar num encontro de trabalho dos parceiros do projeto, em reconhecimento às ações implementadas no âmbito do “STOP Infeção Hospitalar!”.

Foram também apresentados os resultados de redução de infecções associados a cuidados de saúde obtidos na ULS Nordeste, a instituição com os resultados mais expressivos no âmbito do projeto.