SALVAR VIDAS: ESTÁ NAS SUAS MÃOS!

No próximo Sábado, dia 5 de Maio assinala-se, como habitualmente, o Dia Mundial da Higienização das Mãos. Com este dia pretende-se recordar a importância deste gesto que, apesar de simples, pode salvar vidas!

Anualmente, no dia 5 de maio, a Direção-Geral da Saúde comemora o Dia Mundial da Higiene das Mãos, de acordo com o projeto da Organização Mundial de Saúde “WHO Save Lives”, cuja linha orientadora é: “Lave as Mãos: Salve Vidas”. Este dia internacional destina se a chamar a atenção da população e dos profissionais de saúde para a importância da higienização das mãos, com o objetivo de melhorar as boas práticas a nível dos cuidados de saúde.
A higiene das mãos deve ser realizada com frequência e de forma adequada, quer pelos profissionais de saúde durante a prestação de cuidados, quer pela população em geral. O simples e rápido ato de lavar as mãos com sabão ajuda a evitar o aparecimento de infeções urinárias, respiratórias, do local cirúrgico (parte do corpo onde se foi operado) ou da corrente sanguínea. Isto porque muitos microorganismos acumulam-se nas mãos e são facilmente transmitidos a outras pessoas. Sendo as nossas mãos um veículo frequente de transmissão de microorganismos que potencialmente podem causar uma infecção, facilmente se compreende como a sua higiene adequada, embora sendo uma medida simples, é fundamental para alcançar essa meta.

Regras a seguir pelos profissionais
Além de contribuir para prevenir e atenuar a transmissão de infeções, o hábito de lavar as mãos fomenta a segurança de doentes, profissionais e de todas as pessoas com as quais se convive no dia-a-dia.
No que respeita aos profissionais de saúde, a Campanha de Higienização das Mãos é desenvolvida regularmente pela ULS do Nordeste desde 2009 através do Programa de Prevenção e Controlo de Infeção e Resistências aos Antimicrobianos (PPCIRA), sendo que a ULSNE dá a todos os seus colaboradores formação contínua nesse sentido e existem inúmeros cartazes e folhetos exemplificativos afixados e disponíveis em todas as Unidades de Saúde da ULSNE.
Quanto ao momento em que deve ser feita a higiene das mãos, destacam-se não apenas um, mas 5 momentos: antes do contacto com o doente; antes de procedimentos estéreis; após risco de exposição a fluidos orgânicos (como sangue); após contacto com o doente e finalmente após contacto com o ambiente do doente. Uma correta lavagem de mãos é feita utilizando sabonete líquido, água corrente e toalhete descartável, abrange as diversas zonas das mãos e tem uma duração aproximada de um minuto. O recurso à Solução Antissética de Base Alcoólica (SABA) é também uma maneira segura e eficaz. A higienização das mãos garante uma prestação de cuidados de saúde limpos e seguros, favorecendo a proteção tanto do doente como do próprio profissional.

Cuidados a ter pela população
Outro dos papéis dos profissionais de saúde é alertar a comunidade para a importância da lavagem regular das mãos, não apenas em casa, mas também quando se visita alguém doente no hospital ou em casa. Isto para não transportar microorganismos do exterior para junto do doente, nem após a visita para junto da família. É por isso que, no hospital, existe uma solução alcoólica desinfetante à entrada de cada enfermaria, de modo a que cada pessoa a utilize, à entrada e à saída da mesma. É fundamental que cada vez mais os cidadãos tenham um papel ativo e sejam parceiros na sua saúde, incentivando ao cumprimento das precauções básicas de controlo de infeção pelos profissionais de saúde, nomeadamente o cumprimento da higienização das mãos em todos os momentos.

[CARTAZ : 5 MOMENTOS?]

Recomenda-se ainda a lavagem das mãos antes de manipular alimentos, antes e depois da ida à casa de banho, após o contacto com animais ou após ter terminado atividades em que se tenha mexido na terra, como a jardinagem e a agricultura. Os profissionais que trabalham com alimentos são também incentivados a tomarem medidas mais seguras e higiénicas.

[CAIXA?]
Quando deve ser feita a lavagem as mãos?
• Antes de mexer em alimentos
• Depois de mexer em resíduos
• Depois de ir à casa de banho
• Depois de assoar nariz
• Depois de espirrar ou tossir
• Após mudar fraldas
• Após tocar em feridas ou doentes
• Após fazer festas a animais

Sensibilizar também as crianças
A sensibilização para a importância da Higiene das Mãos deve começar logo pelos mais novos. Embora a educação das crianças nesse sentido seja feita pelos pais, nas escolas é reforçada a importância da lavagem através das equipas de saúde escolar, integradas nas Unidades de Cuidados na Comunidade dos Centros de Saúde. É de vital importância que as crianças saibam os benefícios e a importância da correta lavagem das mãos. Encorajá-las a lavar as mãos na altura certa vai ajudar a garantir que esta prática se vai tornar um hábito ao longo da vida.

[CAIXA]
ULSNE assinala Dia Mundial da Higiene das Mãos
A ULSNE associa-se à OMS e DGS assinalando este dia que, em 2018, tem como tema “Está nas tuas mãos prevenir a sépsis nos cuidados de saúde”. Como já vem sendo habitual, a Unidade Local de Saúde do Nordeste vai assinalar o Dia Mundial da Higiene das Mãos com um programa de atividades que inclui a distribuição de material informativo alusivo à data nas Unidades de Saúde da ULSNE e também em alguns espaços comerciais, afixação de cartazes sobre a importância desta temática, demonstrações da técnica da lavagem nas Unidades de Saúde e ainda transmissão de filmes educativos sobre o tema. Com a comemoração deste dia, pretende-se transmitir a mensagem que a higiene das mãos é uma ação muito simples, mas cuja importância pode ajudar a salvar vidas!

Grupo Coordenador Local do PPCIRA
da ULS Nordeste