Cuidados Paliativos da ULS Nordeste reforçados com apoio da Fundação La Caixa

O Departamento de Cuidados Paliativos da Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste foi reforçado com a implementação de uma nova Equipa de Apoio Psicossocial (EAPS), constituída por duas psicólogas, uma assistente social e uma educadora social, no âmbito do Programa HUMANIZA, da Fundação La Caixa.

A missão desta equipa é prestar apoio emocional e social a doentes com necessidades de cuidados paliativos, a que acresce assistência espiritual complementar, com a colaboração de grupo de voluntariado.

A EAPS da ULS Nordeste, coordenada pela diretora do Departamento de Cuidados Paliativos da ULS Nordeste, Dra. Liseta Gonçalves, atua já, neste momento, em articulação com a Unidade Domiciliária de Cuidados Paliativos da Terra Fria (que abrange os concelhos de Bragança, Macedo de Cavaleiros e Vinhais) e com a Unidade Hospitalar de Cuidados Paliativos de Macedo de Cavaleiros.

 

Humanização

de cuidados

O Programa HUMANIZA, da Fundação “la Caixa”, ao qual a ULS Nordeste se candidatou, foi criado em Portugal em 2018, alargando o Programa de Apoio Integral a Pessoas com Doenças Avançadas que a Fundação já está a desenvolver em Espanha desde 2008.

Um importante elemento deste Programa consiste precisamente nas EAPS, que oferecem apoio psicossocial e espiritual, determinante na melhoria dos aspetos emocionais – ansiedade, tristeza, mal-estar e falta de sentido da vida – dos doentes e dos seus familiares.

A Fundação “la Caixa” define-se, neste contexto, como promotora e coordenadora da sustentabilidade das EAPS, sendo a ULS Nordeste a entidade responsável pela sua implementação. Desta parceria resulta uma atenção integral, integrada e diferenciada, com maior humanização dos cuidados prestados e a melhoria da qualidade de vida dos doentes e das suas famílias.

A nova equipa vem assim complementar de forma significativa a resposta que tem vindo a ser dada pelo Departamento de Cuidados Paliativos da ULS Nordeste aos doentes com necessidades paliativas e seus familiares.

 

Apoio e formação

Regendo-se sempre por valores como a humanização dos cuidados, a dignidade, privacidade e confidencialidade, ética, rigor, transparência e solidariedade social, a atividade da EAPS implica apoio direto em três áreas de intervenção: apoio psicossocial, apoio espiritual e acompanhamento no processo de luto.

Os doentes e as suas famílias beneficiam, com esta equipa, de auxílio indispensável à adaptação a uma situação de grande impacto emocional. E durante o processo de luto, os familiares recebem também o apoio necessário para lidar da melhor forma possível com a perda do seu familiar.

Paralelamente, a EAPS irá proporcionar apoio aos profissionais de saúde que acompanham estes utentes, nomeadamente no desenvolvimento diário da sua atividade, na prevenção e gestão de stress laboral, e na promoção de iniciativas de formação e investigação.

Neste âmbito está prevista, na ULS Nordeste, a realização, pela EAPS, de ações de formação em áreas como gestão de stress, luto em cuidados paliativos, comunicação de más notícias, sinalização e identificação de fatores de risco para luto complicado, entre outras.

 

Proximidade

A atividade desenvolvida pela EAPS, assente numa estratégia de trabalho em rede e de proximidade com as pessoas, irá contribuir para mais e melhores cuidados, mais e melhor literacia em saúde, acesso facilitado a cuidados diferenciados e diminuição do estigma associado à morte e ao luto.

Trata-se de um projeto inclusivo e integrador, o qual a ULS Nordeste se congratula por poder implementar na sua área de abrangência, graças à Fundação La Caixa – uma organização espanhola sem fins lucrativos que atua desde 1904 no sentido de promover uma sociedade mais justa e igualitária, também em Portugal e, em particular, no distrito de Bragança.