Beba água ao longo do dia, mesmo que não tenha sede

A água é essencial à vida e no Verão é ainda mais importante, devido à maior exposição a temperaturas elevadas. Por isso, beba água regularmente ao longo do dia, mesmo que não sinta sede.

Devido ao aumento da temperatura ambiente, o organismo acelera a perda de água pela transpiração, que é uma forma natural de arrefecimento do corpo.

O consumo desadequado de água compromete a regulação da temperatura corporal e afeta a pressão arterial, exigindo um maior esforço cardíaco, um maior esforço renal e, consequentemente, uma maior dificuldade em eliminar metabolitos. Além disso, a própria digestão torna-se mais difícil e o trânsito intestinal é afetado pela má hidratação, podendo ser causa de obstipação.

A desidratação continuada, ainda que muito ligeira, pode ter efeitos negativos a longo prazo, nomeadamente a nível cardíaco e renal e mesmo sobre doenças crónicas como a diabetes ou certos tipos de cancro.

A baixa ingestão de água associa-se ainda a um pior desempenho cognitivo e físico, a um pior estado de humor, refletindo-se, eventualmente, no aspeto da pele, cabelo e unhas.

É importante ter em atenção também que alguns indivíduos, como crianças, idosos ou pessoas doentes, poderão ter uma perceção de sede diminuída, pelo que estes devem ser incentivados a ingerir água.

 

Alimentos hidratantes

A água está igualmente presente nos alimentos, encontrando-se em quantidades elevadas em particular nos frutos e hortícolas. Vejamos alguns exemplos de alimentos com uma elevada percentagem de água:  melancia (94%), melão (92%), ameixa (89%), framboesa (84%), alface (96%), pepino (95%), tomate (94%) e courgette (94%).

Pode ainda dar sabor à água de forma saudável, adicionando fruta, especiarias ou ervas aromáticas, sendo ótimas opções para diversificar a sua ingestão sem açúcar adicionado. A sopa também não deve ser esquecida, pois é uma boa fonte de hidratação (e ainda de minerais e vitaminas), podendo, no Verão, optar pelas versões frias.

Através da alimentação é possível prevenir os efeitos do calor intenso e prevenir complicações de saúde.

Por isso, siga as seguintes recomendações:

å Aumente a ingestão de água e infusões sem adição de açúcar ao longo do dia;

å Opte por alimentos sólidos que são ricos em água como frutos e hortícolas, cozinhados ou em cru;

å Coma sopa às refeições;

å Lembre-se de ter sempre consigo uma garrafa de água, em particular quando se desloca (quando vai à praia, fazer exercício ou em viagens);

å Evite bebidas alcoólicas, excessivamente açucaradas ou com cafeína. Em vez de hidratarem contribuem para a perda de água;

å Faça refeições leves e mais frequentes e evite refeições pesadas e muito condimentadas. Escolha locais com uma boa oferta de bebidas saudáveis;

å Acondicione e transporte os alimentos mais perecíveis (queijo, iogurtes, marisco, ovos, entre outros) em geleiras, sacos ou malas térmicas com cuvetes de gelo ou placas frias para manter a temperatura;

å Vigie os familiares de risco, em particular as crianças e incentive os amigos a beber água ao longo do dia e no local de trabalho.

 

É importante não esquecer que o mau humor e o bom desempenho cognitivo têm muito a ver com uma hidratação adequada!

As pessoas que sofram de doença crónica, ou que estejam a fazer uma dieta com redução de sal, ou com restrição de líquidos, devem aconselhar-se com o seu médico.

 

Em caso de dúvida contacte o SNS 24 através do número: 808 24 24 24.

 

Fonte: Nutrimento – Blog do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável