Apoio à amamentação nos Centros de Saúde

De 02 a 08 de outubro comemora-se em Portugal a Semana Mundial do Aleitamento Materno. Uma iniciativa cujo principal objetivo é promover a amamentação junto da comunidade. Por isso, o grupo de enfermeiros especialistas em Saúde Materna e Obstetrícia a exercer funções nos Cuidados de Saúde Primários da Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste vai associar-se ativamente, uma vez mais, à data.

É nesse âmbito que estes profissionais vão realizar uma tertúlia dedicada à importância do aleitamento materno, para a qual convidam, desde logo, à participação. O encontro, cujo tema será “Amamentar – “Trabalhar para o bem comum”, está agendado para o dia 05 de outubro, às 15 horas, na Praia Fluvial da Fraga da Pegada”, na Albufeira do Azibo, em Macedo de Cavaleiros e destina-se a grávidas, mães, pais e familiares.
Esta equipa de enfermeiros especialistas em Saúde Materna e Obstetrícia sempre considerou muito importante assinalar a Semana Mundial do Aleitamento Materno, aliando a comemoração em particular da data à missão que desenvolvem no seu trabalho nos cuidados de saúde primários da ULS Nordeste, com vista à total promoção da amamentação junto da comunidade.
“A proteção, a promoção e apoio ao aleitamento materno são uma prioridade. As baixas taxas de aleitamento materno ou a sua cessação precoce têm implicações desfavoráveis para a saúde e estrutura social da mulher, da criança, da comunidade e do meio ambiente; além disso, resultam num aumento das despesas para o Serviço Nacional de Saúde, bem como no aumento das desigualdades em saúde.” (EU,2008) *
Por isso, esta equipa de especialistas está ao dispor da população do distrito de Bragança, no sentido de contribuir para esclarecer todas as dúvidas e de apoiar das mais diversas formas o aleitamento materno.
Ultrapassar dificuldades
Para levar a cabo o aleitamento materno é necessário existir motivação, preparação, orientação e apoio durante o período de gravidez. É importante que os casais reconheçam que o aleitamento materno poderá trazer potencias dificuldades no decorrer de todo o percurso, principalmente na fase inicial da amamentação. Contudo, poderão contar com os enfermeiros especialistas em Saúde Materna e Obstétrica para ultrapassarem essas dificuldades e para obterem o apoio necessário à promoção do aleitamento materno.
Entre as formas de apoio à amamentação por estes profissionais encontram-se as seguintes:

- Cantinho da Amamentação
Nos 14 Centros de Saúde da ULS Nordeste existem Enfermeiros Especialistas em Saúde Materna e Obstetrícia e Enfermeiros com o curso de Conselheiros em Aleitamento Materno. Existem ainda, em todos os Centros de Saúde, Cantinhos de Amamentação, criados especificamente para apoiar grávidas/puérperas e casais.
Trata-se de um espaço confortável, com materiais e equipamentos diversos de promoção, de apoio e de manutenção na amamentação, dinamizado por enfermeiros especialistas em saúde materna e/ou conselheiros em aleitamento materno (curso promovido e reconhecido pela Organização Mundial de Saúde/UNICEF).
O acesso a este espaço é livre e sem marcação prévia, para todas as grávidas, puérperas/casais que amamentam (ou pretendem amamentar), podendo o contacto ser direto, telefónico ou por um profissional de saúde (centro de saúde), oferecendo:
o Ambiente privativo e calmo para amamentar
o Possibilidade de esclarecer dúvidas e de prevenir problemas que possam surgir relacionados com a amamentação
o Despistar práticas incorrectas
o Ajudar a tratar problemas mamários

- Consultas de vigilância pré-natal, saúde infantil e puerpério, onde esta equipa de enfermeiros presta cuidados especializados, em situações pontuais, sempre que referenciados pelas enfermeiras /médicos de família.

- Preparação para o parto/parentalidade, com vista a:
o Esclarecer a grávida/casal sobre o processo fisiológico da amamentação, permitindo-lhe vivenciar em pleno esta fase da sua vida
o Debater o regime alimentar da criança, avaliar a motivação para a futura mãe amamentar, assim como os seus conhecimentos, crenças e mitos relacionados com a amamentação
o Alertar que a amamentação poderá trazer potenciais dificuldades, principalmente na fase inicial
o Facultar informação e apoio correspondente às necessidades identificadas
o Informar sobre os recursos que aos cuidados de saúde têm e apoios da comunidade.

- Visitação domiciliária
o Auxiliar nas dificuldades identificadas, durante a amamentação
o Avaliar a eficácia da amamentação e prestar apoio com os acessórios adequados para a extração de leite e/ou facilitadores da amamentação,
o Envolver/ reforçar os familiares no processo

- Apoio à maternidade, com um contacto de proximidade, através dos telemóveis dos profissionais de saúde e/ou número de telefone do Centro de Saúde, permitindo:
o Reduzir a ansiedade (evita a procura impulsiva dos serviços de saúde, nomeadamente de Urgência)
o Potencializar as capacidades dos elementos da família na proteção e manutenção do aleitamento materno
o Conhecer as condições de regresso a casa da mãe e do filho.
o Agendar a visitação domiciliária.

A melhor maneira de uma mãe/casal se preparar para a amamentação é ter acesso a informações corretas e de qualidade. Não hesite, informe-se! Estamos ao seu dispor!

*EU - Project on Promotion of Breastfeeding in Europe. Protection, promotion and support for breastfeeding in Europe: a blueprint for action(revised). European Commission, Directorate Public Health and Risk Assessment. Luxemburg: [s.n], 2008

Equipa de Enfermeiros Especialistas em Saúde Materna e Obstetrícia
dos Cuidados de Saúde Primários
da UJLS Nordeste