Alimentação no Verão: cuidados para proteger a sua saúde

Para enfrentar os dias quentes de forma saudável, a alimentação deve ser adequada às exigências do seu organismo. E é essencial manter-se hidratado. Deixamos-lhe aqui algumas recomendações sobre a alimentação nesta época do ano, incluindo a preparação de refeições ao ar livre.

Para prevenir problemas de saúde, a Direção-Geral da Saúde (DGS) recomenda alguns cuidados com a alimentação e a hidratação durante o Verão:

å Aumente a ingestão de água e infusões sem adição de açúcar ao longo do dia. Pode aromatizar a sua água, de forma natural, adicionando um pedaço de fruta (como por exemplo limão, laranja ou lima), hortícolas (como pepino), especiarias (como canela) e ervas aromáticas (como hortelã);

å• Lembre-se de ter sempre consigo uma garrafa de água, em particular quando se desloca à praia, em viagem de automóvel, ou quando faz exercício;

å Evite bebidas alcoólicas, excessivamente açucaradas ou com cafeína. Em vez de hidratarem, contribuem para a perda de água. Além disso, o álcool em excesso é um forte agressor do sistema hepático;

å Escolha alimentos sólidos que são ricos em água, como frutos e hortícolas, cozinhados ou em cru;

å Coma sopa para se hidratar. É a forma mais segura de hidratação no Verão, podendo sempre optar pelas suas versões frias (por exemplo gaspacho);

å Faça refeições leves e mais frequentes e evite refeições pesadas e muito condimentadas;

å Acondicione e transporte os alimentos mais perecíveis (queijo, iogurtes, marisco, ovos, entre outros) em geleiras, sacos ou malas térmicas, com cuvetes de gelo ou placas frias, para manter a temperatura.

Nesta época do ano as refeições ao ar livre na companhia de familiares e amigos são também muito apetecíveis, mas há cuidados a ter para prevenir problemas de saúde. Por isso, quando prepara um piquenique, que pode ser uma refeição saudável, tenha em atenção estas recomendações: 

å Verifique se tem recipientes adequados. Ou seja, se as embalagens são suficientes para separar os alimentos e se têm os tamanhos adequados;

å Prefira embalagens de vidro, bem vedadas, para transportar produtos quentes. O vidro é sempre preferível ao plástico;

å Se utilizar embalagens de plástico, prefira as embalagens de Polietileno Tereftalato, ou PET, que é um polímero termoplástico adequado para transportar alimentos. Deite fora embalagens de plástico velhas, colantes ou lascadas, e prefira produtos de plástico que indicam no rótulo não conterem BPA;

å Prefira, sempre que possível, pratos frios. Ou então produtos feitos na noite anterior, como rissóis ou croquetes, que devem ser arrefecidos durante a noite e depois de bem acondicionados no frio durante a noite, transportados no dia seguinte. O mesmo se deve fazer para pratos comprados no dia anterior (como frango ou sobremesas doces);

å Prepare os alimentos, de preferência, cozinhados no próprio dia. Na preparação lave as mãos e utensílios. Não corte frutas ou hortícolas com a mesma faca que cortou carne ou peixe para evitar a contaminação cruzada;

å É fundamental, durante a viagem e preparação, separar frios de quentes. E arranjar malas térmicas de transporte para os alimentos frios com termoacumuladores suficientes para manter o frio;

å Também é importante verificar se o carro no qual vai ser transportada a comida fica protegido do sol e calor antes de iniciar a viagem e antes de colocar os alimentos no porta bagagens;

å Quando chegar ao local verifique se existe um local fresco para colocar os alimentos, antes de os servir. Prepare o local, coloque utensílios e só no final, e imediatamente antes de comer, retire os alimentos de maior risco do frio. Particular atenção deve ser dada aos alimentos mais perecíveis (queijo, fiambre, iogurtes, ovos, marisco e similares);

å Quem distribui os alimentos e coloca os talheres, pratos e copos na mesa deve ter o cuidado de lavar antes as mãos;

å A fruta lavada é um excelente alimento a incluir na ementa. É fácil de transportar, é rica em água e é uma ótima sobremesa e lanche;

å Os hortícolas, cozinhados (sopas) ou crus, bem lavados, como saladas ou em palitos (cenoura, pepino, courgette, …) são opções práticas e saudáveis;

å Por fim e antes de servir pessoas que não conhece, em particular crianças, pergunte se alguém tem alergia a algum alimento. E em caso de dúvidas na composição de algum prato confecionado fora de casa, não arrisque.

å Aproveite ainda este momento ao ar livre para praticar exercício físico em família, como por exemplo fazer caminhadas.