Moradores no vale do Tua duvidam que barragem traga benefícios

ESTA NOTÍCIA É EXCLUSIVA PARA ASSINANTES

 

Se já é Assinante, faça o seu Login

INFORMAÇÃO EXCLUSIVA, SEMPRE ACESSÍVEL

Qua, 08/02/2017 - 11:09


A tarde está fria mas Jorge Quintas vem com calor. A mula que carrega estrume no lombo pela calçada inclinada do Amieiro também. Vão ambos para um terreno, lá no alto, de onde se vê bem o que a paisagem mudou desde que a barragem do Tua começou a encher.

“Antigamente daqui mal se via o rio, agora vê-se qualquer lado”, nota o homem de 68 anos, que nem se diz contra nem a favor do aproveitamento hidroeléctrico construído pela EDP, entre os concelhos de Alijó e Carrazeda de Ansiães, e que se encontra em fase de acabamentos.

Jornalista: 
Eduardo Pinto