Incêndio em Zamora queimou 30 mil hectares de mato e encheu Bragança de fumo

Ter, 21/06/2022 - 18:08


Um incêndio entre Terras de Aliste e Puebla de Sanabria, na província de Zamora, perto da fronteira com Bragança, devastou hectares de mato nos últimos dias

As grandes proporções do fogo levaram à mobilização de 39 bombeiros portugueses, de Bragança, Miranda do Douro, Macedo de Cavaleiros e Vinhais e elementos técnicos do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, que já regressaram. Chegaram a ser evacuadas 20 localidades, num total de 1800 moradores, que regressaram a casa no domingo. Arderam mais de 30 mil hectares, sobretudo de superfície arborizada de pinheiros e matagal, na Serra da Culebra. O incêndio chegou a estar a 10 quilómetros de Guadramil, uma aldeia do concelho de Bragança e devido a actividades de contrafogo, uma nuvem de fumo intenso estendeu-se até á capital de distrito. Segundo o comandante dos Bombeiros Voluntários de Bragança, Carlos Martins, a corporação esteve sempre em contacto com as autoridades espanholas para acompanhar a situação e teve uma equipa de prevenção na zona da Petisqueira e Guadramil. Esta segunda-feira, o incêndio estava já controlado e decorreram operações de rescaldo e vigilância. De acordo com o jornal espanhol “El País”, o fogo teve origem em trovoadas secas. Os 40 graus alcançados nos últimos dias ressecaram uma zona sem chuvas desde o Inverno, tendo a situação sido agravada pelos ventos fortes.

Jornalista: 
Ângela Pais