PUB.

Gesto de atleta do Maia AC radicado em Bragança está a correr o mundo

Sáb, 28/09/2019 - 10:12


Braima Dabó, aluno do Instituto Politécnico de Bragança e atleta do Maia AC, ajudou colega a cortar a meta quando este estava desgastado fisicamente.

O ex-atleta do Ginásio Clube de Bragança, actualmente ao serviço do Maia AC, Braima Dabó, está a dar que falar em todo o mundo pelos melhores motivos.

O atleta da Guiné-Bissau, de 26 anos, protagonizou um grande momento nos Campeonatos do Mundo de Atletismo, que começou na sexta-feira em Doha, no Qatar.

Braima Dabo ajudou Jonathan Busby, atleta de Aruba, uma pequena ilha nas Caraíbas, a cruzar a linha de chegada na prova de eliminatórias dos 5.000 metros.

O guineense carregou em ombros Jonathan Busby, durante mais de 100 metros, quando este estava à beira do colapso físico, com dificuldades em se manter de pé devido a uma lesão e às altas temperaturas.

Em entrevista ao Jornal Nordeste, Braima considera que foi “um gesto normal”. “Não temos muito tempo para pensar é fazer ou não fazer. Penso que qualquer atleta que tivesse na minha posição na altura ia ter esse gesto”, acrescentou o atleta.

O atleta guineense terminou a prova com 18:10.87 minutos, ao passo que Busby foi desqualificado, mas o gesto de Braima está a correr mundo.

Braima Dabó representou pela primeira vez a Guiné-Bissau, estreando-se nos mundiais.
“Foi uma experiência única e espero poder repetir. Espero ter outra oportunidade”, disse.

O atleta chegou a Portugal em 2011 através de uma organização não-governamental "Na Rota dos Povos", que apoia o desenvolvimento dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), e ingressou na Escola de Agricultura de Carvalhais, em Mirandela. Depois, mudou-se para Bragança para frequentar um curso CTESP (Cursos Técnicos Superiores Profissionais) do IPB e mais tarde a licenciatura em Gestão, que espera concluir em breve.

“Quero terminar a minha licenciatura em breve e depois regressar ao meu país para ver os meus pais e as minhas irmãs. Não os vejo há oito anos”.

O primeiro clube de Braima foi o Ginásio Clube de Bragança onde diz ter deixado “bons amigos” e há dois anos que representa o Maia AC.

 

 

 

 

 

Jornalista: 
SM / Foto de Reuters