PUB.

FPF certifica formação de nove clubes do distrito de Bragança e o Macedo chega às 4 estrelas

PUB.

Sex, 31/07/2020 - 21:29


São oito os clubes filiados na A.F. Bragança que foram reconhecidos pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) como Entidades Formadoras Certificadas e um como Centro Básico de formação.

No futebol, o Clube Atlético de Macedo de Cavaleiros chegou às 4 estrelas, depois das 2 conquistadas na temporada passada. É o único emblema do distrito a conseguir um número tão elevado.

Já o Grupo Desportivo de Bragança foi classificado como 3 estrelas, menos uma que em 2019, mas manteve o estatuto de Entidade Formadora Certificada.

Também conseguiram 3 estrelas, e pela primeira vez, a ADSP Vale do Conde, G.D. Moncorvo, Montes Vinhais e Escola Crescer que somou mais uma que o ano passado.

A Montes Vinhais conseguiu pela primeira vez a certificação o que para Nuno Fernandes é “claramente um motivo de orgulho”.  “Denota competência e interesse da direcção em salvaguardar os interesses da Montes de Vinhais ADJA e de todos os atletas que fazem parte dos nossos quadros. Para nós, Montes de Vinhais, que somos um clube essencialmente formador sermos premiados com esta certificação, 3 estrelas, é um reforço qualitativo do trabalho que estamos a desenvolver e um motivo para ano após ano tentarmos elevar as nossas competências”, acrescentou o presidente da associação.

No futsal, CSP Vila Flor e Alfandeguense chegaram às 3 estrelas. Emílio Almendra, responsável do clube de desporto do CSP Vila Flor, diz que se trata de “um reconhecimento formal da qualidade na formação dos atletas” e já pensa em conseguir as 4 estrelas.

A mesma ideia é partilhada por Maria Manuel Silva no que diz respeito à Associação Recreativa Alfandeguense. “É o reconhecimento de um trabalho e de um esforço muito grande para formar técnicos e, sobretudo, atletas. A certificação reflecte a aposta forte que fizemos no futsal, a intenção de a profissionalizar o mais possível, tendo em conta os nossos limites, para que os nossos jovens tenham as melhores condições possíveis para uma prática desportiva organizada e competitiva que os atraia e motive, que os estimule a superarem-se e a tornarem-se atletas mais completos”, destacou a presidente do Alfandeguense.

Para Maria Manuel Silva o reconhecimento ‘3 estrelas’ resulta do trabalho e “da ambição da direcção anterior liderada por Ricardo Castilho”.

Já o Santo Cristo foi certificado como Centro Básico de Formação.

A certificação de entidades formadoras iniciou-se em 2015, é num factor obrigatório para que os clubes possam registar contratos de formação desportiva e uma das exigências para os clubes receberem dividendos de transferências de atletas que passaram pela sua formação e poderem participar nos campeonatos nacionais. A medida entra em vigor já na época 2020/2021.