Em Sendim representou-se a “Bia Sacra” em mirandês