Bragança bateu recorde de equipas

ESTA NOTÍCIA É EXCLUSIVA PARA ASSINANTES

 

Se já é Assinante, faça o seu Login

INFORMAÇÃO EXCLUSIVA, SEMPRE ACESSÍVEL

Ter, 07/08/2018 - 11:19


A quinta etapa do Campeonato de Portugal de Trial 4x4 em Bragança foi a mais participada deste ano. Máquinas e pilotos enfrentaram temperaturas muito elevadas na tarde de Cláudio Ferreira.

Vinte e cinco equipas passaram, no domingo, pela pista de São Pedro dos Sarracenos, em Bragança.

O calor abrasador, 37 graus, não impediu os milhares de pessoas de verem de perto os melhores pilotos nacionais.

Em Bragança ficaram já decididas algumas contas do campeonato quando falta uma etapa para terminar o campeonato.

Cláudio Ferreira venceu em Absolutos, um triunfo que já lhe escapava há algum tempo, e está na luta pelo título. O piloto da Auto Higino também alcançou o primeiro lugar no pódio em Super Proto e na última etapa, em Paredes, só tem que integrar a linha de partida para se sagrar bicampeão

“A dificuldade foi mesmo o pó, mas de resto a pista estava cinco estrelas. Foi uma prova muito boa”, disse o piloto de Coruche.

Ainda em Super Proto, o brigantino Flávio Gomes foi terceiro. O piloto da Tábô Team e presidente da Associação TT Sem Limites, que organizou a prova, mostrou-se satisfeito com o número de equipas presentes, a maior participação em cinco provas do campeonato já realizadas.

“Terminei a prova e isso era um objectivo que tinha traçado já que o campeonato não tem corrido como gostaria. Fiquei no terceiro lugar e quero agradecer à minha equipa. Para o ano espero ter cá novamente a prova, vou trabalhar para isso”, afirmou Flávio Gomes.

 

Calçada a uma vitória do título

 

Ao rubro está a classe Extreme e é mesmo a mais competitiva. António Calçada (Nordhigiene Team) tirou partido do factor casa e venceu a prova.

O piloto brigantino dominou numa prova dificultada pelo calor. “Este ano consegui ouro em casa, depois do segundo lugar em 2017. Foi uma etapa dura por causa do calor, mas a pista estava muito boa”.

Este triunfo mantém António Calçada na corrida ao título em Extreme. As grandes decisões estão guardadas para o próximo dia 14 de Outubro, em Paredes, e o piloto só depende de si próprio para repetir o feito de 2017.

Jornalista: 
Carina Alves / Susana Madureira