Festejamos a vida e choramos a morte

Ter, 10/10/2017 - 11:12


Olá familiazinha!
Na semana passada tivemos dois acontecimentos marcantes na nossa família: o falecimento do nosso monumento da família, poeta e fadista, Daniel Pereira, de Remondes (Mogadouro) e as bodas de ferro do casal Maria e Gualter, de Agrochão (Vinhais).
A do tio Daniel Pereira foi das mortes mais choradas pela nossa família, porque tinha uma agenda cheia de números de telefone de muitos tios e tias a quem ligava frequentemente, aproveitando o tarifário pré-pago que tinha, e assim vivia as alegrias e as tristezas com quem falava. Nos convívios da nossa família, aproveitava para conhecer pessoalmente aqueles com quem só falava pelo telefone e ainda não conhecia.
Editou em 2005 um livro de versos intitulado «Memórias do Passado», que muitos membros da família guardam religiosamente nas suas estantes. Além disso foi um dos participantes dos primórdios no programa radiofónico e dos mais activos a participar, com a sua poesia e os seus fados. Todos os dias de Fiéis Defuntos lá aparecia o nosso tio Daniel a homenagear todos os falecidos da família, aos quais agora se juntou.
Que em paz descanse a sua alma e tantos anjinhos o acompanhem como vezes nos fez feliz com a sua companhia.
Como a nossa família não se compõe só de tristezas, também queremos compartilhar convosco as bodas de ferro (65 anos de matrimónio) dos tios Gualter e Maria.

Gualter Augusto Gomes e Maria da Assunção Barros, casaram a 3 de Outubro de 1952. Contas feitas, há 65 anos que se aturam um ao outro. É obra! Todos os casais deviam viver esta aventura, já que eu no programa chamo gente grande a quem tem
mais de 65 anos de idade, então este casal
é um casal mesmo muito grande.
Tio Gualter e tia Maria, que o pão da boda continue e que possamos viver, dentro de 10 anos, as vossas bodas de diamante, 75 anos de casamento.
Posso dizer que estive presente, há 15 anos, na cerimónia e banquete que este casal deu para comemorar as bodas de ouro matrimoniais (50 anos de casamento), precisamente no dia 3 de Outubro de 2002. Atenção! Gostaria imenso de estar presente nas bodas de diamente.
Muitas felicidades e que continuem a ser um casal exemplar para os mais novos.